As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

sábado, 12 de novembro de 2011

Como comer nos pontos turísticos?

Descaso total com a estrutura dos pontos turísticos é a situação a que chegou a Ilha do Milito, com seu restaurante fechado (confiram a matéria do Celso Martinelli no Jornal Sete Dias clicando AQUI).
Celso cita, além da questão da Ilha do Milito, outros três locais sem um restaurante ativo: Lagoa da Boa Vista (Mirante), Parque da Cascata (está mais para lanchonete com refrigerante e salgadinho) e a Ilha das Flores da Lagoa da Catarina (sem comentários). De todos, o melhor é o do Parque da Cascata (pelo menos mata a sede e a fome). Também podemos citar a ausência de lanchonete no Receptivo da Gruta Rei do Mato (onde só funcionam máquinas de refrigerante e salgadinho - mas só aceitam determinadas notas). O alto da Serra de Santa Helena tem sua lanchonete modesta, quem diria que ela um dia seria a melhor opção para o turista?
Voltando ao restaurante da Ilha do Milito, faz um tempo que brincaram comigo dizendo que lá nunca dará certo porque "as pessoas daqui vão aos restaurantes (ou botecos) para ver os outros passando de carro ou para serem vistas em frente a uma garrafa de cerveja e uma porção de fritas, na ilha não tem como isso acontecer". Sou obrigado a concordar, deve ser por aí mesmo. Basta colocar dois telões para resolver o problema: um na calçada mostrando os frequentadores do restaurante da ilha e outro no restaurante mostrando quem passa na rua!


Tirando a brincadeira de lado (só rindo mesmo), é lamentável tudo isso, completamente lamentável. Não acredito que seja tão dificil fazer uma licitação para a ocupação dos pontos. Não é possível que se sonhe com teleféricos sem conseguir ao menos pensar no suporte mínimo aos turistas. A conclusão é simples: a Arena do Jacaré trouxe um holofote para Sete Lagoas. Milhares de turistas em potencial aportaram por aqui esse ano. Em fevereiro do próximo ano o Estádio Independência será reativado e o holofote setelagoano se apagará. Que fizemos para fidelizar o turista?
Quando os cursos de turismo aportaram em Sete Lagoas, coisa de 10 anos atrás ou um pouco mais, eu acreditei que poderia ser uma opção para a cidade se desenvolver nesse aspecto. Não deu em nada (ou em pouca coisa...).
Vai ser muito difícil o turismo ser alavancado por aqui: arborização urbana no geral em péssimo estado, praças e canteiros centrais sem manutenção constante (o esquema de Mutirão Viasolo é pra lá de fraco), calçadas mal cuidadas, ruas com pavimentação muito ruim, informação e sinalização turística deficientes e lagoas em estado de semiabandono. Em relação às lagoas, lembro que com pouco apoio e recursos o Lairson Couto conseguiu recuperar a lâmina d'água da Lagoa do Cercadinho. Agora, pedidos insistentes do prefeito para "embelezarem a cidade" estão saindo do discurso para uma ação modesta de capina, arrumação das calçadas e poda de árvores na Lagoa da Catarina, e um pouco na Lagoa Paulino também. Engraçado esse negócio do prefeito pedir tantas vezes e custar a ser atendido.
A essa altura do texto (se você chegou até aqui) você deve estar pensando: "esse Ramon é um pessimista". Tá bom, concordo! Acho que estou mais para realista, mas no tocar da carruagem aceito que me rotulem como pessimista. Mas me diga uma coisa, você é capaz de citar os pontos turísticos da cidade que estão em boa situação para receber os turistas? Se consegue aproveite e cite-os nos comentários (aliás já pedi isso aqui uma vez...). Com quantos pontos turísticos se constrói uma cidade turística? Você não está sendo otimista demais?
Um exemplo de ação que salva no meio dessa balbúrdia? O carnaval feito pelos blocos e pela Verde-Branco. Carnaval bacana, sem excessos, trazendo famílias e crianças para a praça. Aliás, já está passando da hora de apoiá-los. E aí Paulinho do Boi, Mestre Saúva e Mestre Campola? Os incentivos estão bombando para o carnaval 2012? Ou vamos ter o desfile cortado ao meio de novo pela falta de sensibilidade da turma do palco?

Ramon Lamar de Oliveira Junior

Um comentário:

  1. Professor

    Já estamos ensaiando.
    O bloco do Boi da Manta em 2013 vai homenagear o artista, bailarino e professor de dança João Cláudio Cunha da Oficina Corpo e Dança. João faleceu este ano...O bloco do Pererê vai mostrar Alegrias e Mil na avenida. Por enquanto ninguém da prefeitura nos chamou para uma reunião, para ver como vai ser. Acho que estão centrados no natal. De todo jeito vou escrever o release do carnaval do ano que vem e enviar para o o blog em primeira mão.
    Obrigado pelo espaço, como sempre...

    Um abraço
    Paulinho do Boi

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.