As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

sábado, 1 de dezembro de 2018

Postagens no blog

Algumas pessoas me perguntam se parei de postar aqui no blog. Se aconteceu alguma coisa.
Sim, aconteceu. Aconteceu que as pessoas estão cada vez mais complicadas. Tudo que é escrito é interpretado pelo viés que se quer dar, que convém ao receptor. Muitas vezes nada a ver com o que foi pensado pelo emissor. 
O Brasil está dividido, multiquebrado. Sim, não é uma divisão simples. Está quebrado pois dividiu-se de forma violenta. Entre Fora Dilma e Fora Temer. E Fora Isso e Fora Aquilo. Muitos "foras" e poucos "esse sim". Extremismos de direita, de esquerda, de centro (já viu um negócio chamar "Centrão"?) e até o extremismo de não fazer nada... branquear ou anular. Ah... em tempo... o mundo inteiro tá dividido ou quebrado da mesma forma.
Então, muitos amigos sabem, é mais fácil postar a foto de uma florzinha no Facebook. Dá menos discussão e para algumas pessoas já basta. Basta o superficial (apesar de que florzinhas para mim são objetos de estudo e nunca são escolhidas aleatoriamente... tem sempre um detalhe biológico - melhor frisar - a observar... a época do ano, a estrutura, a coloração, a raridade).
Postar especificamente sobre Sete Lagoas está mais complicado ainda. Sinceramente vejo a cidade rastejando a passos muito lentos. Na área ambiental ainda temos algo a colaborar como a ETA e a ETE. Mas aí, vá falar sobre a paternidade dessas obras e narizes torcidos aqui e ali. O centro da cidade está sendo rearborizado, mas ainda sem resgatar certos locais (me refiro especialmente a calçadas... há vários quarteirões sem uma árvore sequer). E isso sem falar do espinhoso tema de "permeabilidade do solo", ferida de morte pela anistia do final de 2012 em que se assumiu o "deixa como está" e nossos lençóis subterrâneos que se danem.
Bom... estou aqui... o blog continua aqui, chegando em 1.700.000 acessos. Esses dias fui elogiado por ele em Belo Horizonte (rs rs rs... "santo de casa"... já diziam...). Parar a gente não para. O cérebro, tenham certeza, processa 100% do tempo. Tá difícil é encontrar a hora e o tom. Tome florzinha!

Ramon Lamar de Oliveira Junior