As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Grupo a3u / arte e ambiente: ação urbana

Quando puderem, visitem o blog do nosso grupo de estudos e trabalhos na área de paisagismo urbano, educação ambiental e outros projetos. 



Adriana Drummond, artista plástica.
Regina Márcia Moura, arquiteta.
Ramon Lamar Junior, biólogo.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Por que não criaram cotas na política?

Por que não se pensou na inclusão social também nos meios políticos? Há a necessidade de um terço dos candidatos do sexo feminino (é assim mesmo?), mas não há garantia de que um terço dos empossados serão do sexo feminino. Mas quando o assunto é "fora do burgo"... aí vale tudo!

SUGESTÃO DE PROJETO DE LEI
Art. 1 - Nas eleições para vereadores, deputados e senadores, valerão as seguintes cotas:
I. 50% das vagas devem ser reservadas para candidatos que fizeram todo o ensino médio em escolas públicas, sendo que metade deve ser pardo/negro/afrodescendente por auto-declaração.
II. 50% das vagas dever ser reservadas para os demais candidatos, inclusive os que não fizeram ensino médio.
Art. 2 - Nos cargos de primeiro escalão dos governos federal, estadual e municipal as mesmas cotas estipuladas no artigo anterior devem ser seguidas. 
Art. 3 - Revogam-se as disposições em contrário.
Cenas inicias do filme "Tempos Modernos", de Charles Chaplin
Ainda hoje somos tratados apenas como gado que vota.

PELA INCLUSÃO VERDADEIRA POR MEIO DA MELHORIA DO ENSINO PÚBLICO!
PELA MELHORIA DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS!
PELA DEMOCRACIA NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS!
PELO RESPEITO A TODOS ESTUDANTES!

Ramon Lamar de Oliveira Junior

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Orçamento de Sete Lagoas. E agora, como melhorar a situação?

Cláudio Busu, nosso Secretário de Meio Ambiente, publicou em seu Facebook e pedi permissão para ecoar aqui no blog. Está aí uma resumo do orçamento sete-lagoano, suas destinações e sua margem de investimentos, bem como uma proposta do Busu. E então, candidatos? Como operar o milagre?
A conta é simples. Em um Orçamento que tem cerca de R$315.000.000,00 de receita corrente (aquelas que são certas), 33% vão para a Saúde, 25% para Educação. Temos 4.500 efetivos, 250 comissionados (cargos técnicos de chefia) e outros 2.500 contratados distribuídos basicamente entre Saúde (enfermeiros e médicos) e Educação (professores). Após pagar folha e demais gastos com insumos, sobram no final das contas em torno de R$7.000.000,00 para investimento. Ou seja, nosso Orçamento tem somente cerca 2.5% de investimentos. Desses R$7 milhões, R$ 4.5 milhões ficam para "tapar buraco", sobrando somente R$2.500.000,00 para "obras".
Ano que vem, o Município terá que pagar várias contra-partidas de obras federais e estaduais como o Hospital Regional. Esse montante representa quase 8 milhões de reais. Em resumo, estamos trabalhando com o Município no limite. Não adianta fazer promessa que não dá para cumprir. Quem quiser meu voto terá que mostrar concretamente uma proposta de reforma administrativa.
Se não reorganizar a máquina, o Município quebra de vez e não terá como honrar os compromissos. Algum candidato vai propor demitir funcionários? Aumentar impostos? Precisamos de um pacto pela cidade. Com propostas claras e objetivas.
Minha sugestão é uma reforma nos seguintes termos:
- O problema não é com o gasto. Mas com a baixa arrecadação. Esmeraldas tem 60.000 habitantes e arrecadas 6 milhões com IPTU, Sete Lagoas tem 210.000 e arrecada só 9 milhões.
- Com uma reforma administrativa dá para economizar 10% do custeio (evitando desperdício com contratações desnecessárias e insumos). Vai sobrar cerca de 15 milhões por ano. Com isso dá para reformar estruturalmente a Prefeitura (inclusive construindo um Centro Administrativo) e gerar uma economia de mais 10% no segundo ano. Com isso, conseguimos economizar cerca de 30 milhões para investimento no 3º ano e ampliar nossa arrecadação própria em 40% no periodo de 4 anos (isso corresponde a cerca de 50 milhões a mais no quarto ano) através do combate a sonegação, recadastramento do IPTU e diminuindo o ISS (colocar tarifa mais baixa para as empresas que tenham sua conta bancária no Município, isso acaba revertendo em ICMS posteriormente). No final do primeiro ano não teriamos investimentos (em virtude da construção do Centro Administrativo e reforma administrativa), no segundo já conseguiriamos uma margem de investimento de 30 milhões, no terceiro ano cerca de 50 e no final de quarto ano cerca de 70 milhões.
Somando tudo, o Prefeito teria cerca de R$150.000.000 de reais em recursos próprios para fazer investimentos. Isso daria para refazer 50% de todo a pavimentação da cidade, inclusive refazendo calçadas e ciclovias.
Essa conta foi apenas um pequeno exercício para todos pensarem. Não está 100% certa, mas também não está 100% errada. Está aí a ideia para o Caio Valace, Emílio De Vasconcelos Costa, Múcio Reis e Marcio Reinaldo Moreira.
Fiquem à vontade para debaterem. Se ao final desta eleição eu conseguir pelo menos contribuir um pouco para o debate já valeu a pena.
Cláudio Busu

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Regra Três

Muda o governo, muda a ideologia no poder, muda "o patrão"... mas...

Durante a ditadura militar...
... será?

E agora? (Foto e Manchete do jornal Estado de São Paulo, hoje.)

PS.: E as Universidades Federais também paralisadas...

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Ducha Suja na Lagoa Paulino


Pronto? Então vamos tentar arrematar algumas coisas, já que minhas perguntas ficam aí pelo vento (tipo spray da fonte), sem resposta. O jeito é perguntar em maiúsculas (desculpem a falta de NETIQUETA!).


Fotos tiradas hoje pela manhã, com o forte vento de agosto espalhando o spray nos passantes.
1) Por que o uso da água da Lagoa Paulino foi proibido (para nadar, pescar e lavar carros)?
2) Novas análise da água foram feitas desde a proibição?
3) Obras foram feitas para que o esgoto não atingisse mais a lagoa (via águas pluviais)?
4) E POR QUE OS PEDESTRES, CARROS E CASAS DO ENTORNO PODEM RECEBER O SPRAY CONTENDO COLIFORMES FECAIS E OUTRAS COISINHAS MICROBIANAS?
5) Se alguém ficar doente (hepatite A, por exemplo) poderá processar a Secretaria do Meio Ambiente, ou a Secretaria de Saúde, ou a Vigilância Sanitária ou a Vigilância Epidemiológica?

Fotos, dúvidas e insatisfação: Ramon Lamar de Oliveira Junior

Abertura da Cápsula do Tempo (Colégio Promove da Quintino Bocaiúva)

Colégio Promove de Sete Lagoas (MG)
A Cápsula do Tempo, lacrada em 1986. 

A Cápsula do Tempo, debaixo da mangueira do pátio.
E VOCÊ FEZ PARTE DESSA HISTÓRIA, entre em contato pelo FACEBOOK, pois estamos organizando um encontro para a abertura da Cápsula para o dia 22 de setembro de 2012 (na data originalmente marcada), em Sete Lagoas. Para quem não se lembra, em 1986, todos os alunos do colégio escreveram mensagens e as depositaram em caixas lacradas para serem abertas num futuro longínquo, somente 26 anos depois! E este futuro chegou em 2012!!! Nestas mensagens, cada um escreveu recados para si mesmo, para sua família e para seus “futuros possíveis filhos”. Você se lembra do que escreveu? Quer resgatar a sua história? Pois então, não fique de fora do nosso grande encontro!!! Se quiser compartilhar conosco dessa grande alegria, integre o grupo COLEGAS DO  PROMOVE no Facebook, onde muitos já estão relembrando o passado, vivendo o  presente e projetando o futuro do nosso encontro. Junte-se a nós na construção  dessa história! 

 Clique nas imagens para ampliar.

Abraços!

(Texto: Cristiane Araújo Costa)


ATUALIZAÇÃO: ABRIU!!!



Fotos do dia do evento: Ramon L. O. Junior


Daniela Machado (publicou no Facebook)

MOMENTO JORNALÍSTICO

(quem vê até pensa que tenho este dom!!!!):
Vou tentar aqui relatar os principais fatos para aqueles que infelizmente não estiveram conosco!
Antes mesmo das 9 da manhã as pessoas começaram a chegar no restaurante Mina D'Água. Cada um que chegava era um evento à parte!
Embora estivesse previsto para ter início às 10 horas, devido a diversos telefonemas de colegas que estavam a caminho solicitando que retardássemos a cerimônia, esta teria início às 11 horas. Somando-se a isto imprevistos no funcionamento do som, iniciamos às 11:30 horas.
A Comissão havia organizado junto à equipe de Cerimonial, que a distribuição de mensagens seria em mesas por turmas. Entretanto, um ilustre e global participante, Sr. Maurício Kubrusly do Fantástico, sugeriu que distribuíssemos ali mesmo uma a uma as mensagens para que nenhuma emoção fosse perdida!
Na verdade todos que chegavam iam se acomodando em torno da Cápsula e assim permanecemos horas...
Procederam-se falas que daqui a pouco vou disponibilizar a pedido de vários, uns que não ouviram bem, outros que gostariam de degustar cada palavra!
Logo a seguir começaram as manobras para destruir o bloco de cimento. Vários de nós da Comissão entre outros, tivemos o privilégio de "colocar a mão na massa" , ou melhor no martelete, e confesso que para mim foi um dos momentos marcantes! Uma sensação de revelar! 
Cada tijolo perfurado desnudava nossa Cápsula e havia clima de suspense!!!! Foi interessante quando vimos que havia uma proteção de isopor e a seguir... as caixas! Duas caixas de metal destas de se guardar ferramentas como alguém já havia se lembrado! 
Abrimos a primeira caixa e nela vimos revistas e jornais e 2 sacos plásticos contendo diversos envelopes lacrados contendo o nome do aluno e a série ou em qual setor trabalhava (professor de que, recepção, etc), distribuídos de forma aleatória.
Começamos a distribuir mensagens!
A segunda caixa, que estava por baixo, havia sofrido ação da natureza e os jornais encontravam-se bastante deteriorados por mofo além de presença de uma grande massa enegrecida que não nos possibilitou saber do que se tratava, mas acreditamos que possivelmente haviam outro grupo de mensagens!!!
Na mensagem de uma das alunas, ela citou que o dia de construção daquela Cápsula fora no segundo dia de férias, o que também talvez justifique porque tantos alunos não levaram suas mensagens! 
Os alunos de primeira à quarta série parece que entregaram às suas respectivas professoras pois em diversos envelopes havia o nome da professora anotado.
Várias mensagens citam o dia 26/11/1986.
Havia uma carta de Roberto Caproni e outra construída pelos alunos (publicarei ambas).
Emoções à flor da pele tanto entre os que receberam suas mensagens quanto daqueles que não encontraram as suas (e foram muitos), inclusive de vários da comissão organizadora!
Daí em diante a confraternização estendeu-se até mais de 18 horas pois o que não faltava era assunto! Algumas turmas esticaram o encontro em outros locais, como a minha (2o ano) que me deu o enorme prazer de ir para minha casa!
As mensagens encontradas dos que não estavam presentes, encontram-se comigo até segunda ordem.
Daqui a pouco publicarei os nomes .
"E NÃO HÁ TEMPO QUE VOLTE...VAMOS VIVER TUDO QUE HÁ PRA VIVER...."
Mais informações aqui: http://ramonlamar.blogspot.com.br/2012/09/a-capsula-do-tempo-do-colegio-promove.html

domingo, 19 de agosto de 2012

Chuvas inesperadas em agosto ajudam a Serra de Santa Helena

Uma descanso após as violentas queimadas dos dois últimos anos. Como diz nossa amiga Bete, "uma bênção"! As chuvas que caem agora em agosto dão um pouco mais de tempo para a vegetação da Serra de Santa Helena se recuperar e adiam as queimadas (incêndios criminosos). Vamos torcer para continuar assim, só com Ele ajudando mesmo!

16 de agosto de 2012
19 de agosto de 2012
 Fotos: Ramon Lamar de Oliveira Junior

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

FLAGRANTES DE DESRESPEITO À LEI ELEITORAL

Prezados candidatos,
entendam tal postagem como um alerta. Queremos ver as leis eleitorais respeitadas em sua integridade e não pelas metades. Quem desrespeita a lei hoje, como poderá ser um legislador ou aplicador da lei no futuro?
As fotos estão aí e a identificação dos candidatos foi apagada. Foi confirmado junto ao TRE a irregularidade de tais propagandas conforme o artigo 10 mencionado abaixo. Vamos colaborar! Vamos fazer uma campanha limpa em todos os sentidos!
 
Art. 10. Nos bens cujo uso dependa de cessão ou permissão do poder público, ou que a ele pertençam, e nos de uso comum, inclusive postes de iluminação pública e sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos, é vedada a veiculação de propaganda de qualquer natureza, inclusive pichação, inscrição a tinta, fixação de placas, estandartes, faixas e assemelhados (Lei nº 9.504/97, art. 37, caput).
Propaganda afixada em postes de sinalização de tráfego.
§ 1º Quem veicular propaganda em desacordo com o disposto no caput será notificado para, no prazo de 48 horas, removê-la e restaurar o bem, sob pena de multa no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) a R$ 8.000,00 (oito mil reais), ou defender-se (Lei nº 9.504/97, art. 37, § 1º).
§ 2º Bens de uso comum, para fins eleitorais, são os assim definidos pelo Código Civil e também aqueles a que a população em geral tem acesso, tais como cinemas, clubes, lojas, centros comerciais, templos, ginásios, estádios, ainda que de propriedade privada (Lei nº 9.504/97, art. 37, § 4º)
§ 3º Nas árvores e nos jardins localizados em áreas públicas, bem como em muros, cercas e tapumes divisórios, ainda que localizados em área particular, não é permitida a colocação de propaganda eleitoral de qualquer natureza, mesmo que não lhes cause dano (Lei nº 9.504/97, art. 37, § 5º)
 Propaganda afixada em árvores.

 Fotos feitas pelos leitores do blog e enviadas por e-mail (cliquem nas imagens para ampliar).

domingo, 12 de agosto de 2012

Tabela Periódica IUPAC 2012

Atualizada em 01 de Junho de 2012:

Leishmaniose (I): Semana Nacional de Controle e Combate à Leishmaniose

Devido à correria dos últimos dias, estou divulgando com atraso. Mas como ações contra doenças devem acontecer 365 dias por ano, acho que sempre é tempo de falar do assunto. Grifos por minha conta:

Superintendência de Vigilância em Saúde/Centro de Controle de Zoonoses
Estrada de acesso ao Centro de Zoonoses, nº 2002, Zona Rural
Sete Lagoas – Minas Gerais
Fone: (31) 3771-5796 - E-mail: cczsetelagoas@yahoo.com.br

Sete Lagoas,

27 de Julho de 2012.

Ofício Circular nº. 001/2012/CCZ/SMS
Assunto: “Semana Nacional de Controle e Combate à Leishmaniose”

Foi publicada no Diário Oficial da União, em 04 de abril, a Lei 12.604/2012. Assinada pela presidente da República, Dilma Roussef, a nova norma institui a Semana Nacional de Controle e Combate à Leishmaniose. Ela será celebrada anualmente na semana que incluir o dia 10 de agosto.
A nova lei foi criada para estimular ações educativas e preventivas; promover debates e outros eventos sobre as políticas públicas de vigilância e controle da leishmaniose; apoiar as atividades de prevenção e combate à leishmaniose organizadas e desenvolvidas pela sociedade civil; e difundir os avanços técnico-científicos relacionados à prevenção e ao combate à leishmaniose.
No Brasil, a leishmaniose visceral (LV) tinha inicialmente um caráter eminentemente rural, mas, nas últimas décadas, expandiu para áreas urbanas de médio e grande porte. A urbanização da leishmaniose visceral, associada à grande mobilidade dos reservatórios e vetores, faz com que a doença exiba elevado potencial de expansão e maior dificuldade de controle.
Em Sete Lagoas, a doença apresenta um padrão de transmissão tipicamente urbano (domicílio e peridomicílio) e dada a sua incidência e alta letalidade, constitui-se em uma das endemias mais importantes do município. Os primeiros casos humanos do município ocorreram no ano de 1999.
A Secretaria Municipal de Saúde mantém, permanentemente, 24 agentes de zoonoses que trabalham exclusivamente nas ações de controle da doença. São realizados inquéritos caninos censitários e amostrais na cidade assim como o controle vetorial. As ações são direcionadas de acordo com a realidade epidemiológica existente, com realização de ações programadas visando atingir principalmente áreas de maior ocorrência de casos humanos e caninos. Em 2011 foram examinados 18.787 cães, dos quais 588 soropositivos, e borrifados 2.655 imóveis. Nos últimos cinco anos ocorreram no município 32 casos de Leishmaniose Visceral Humana, com 2 óbitos em 2009. Atividades de informação e divulgação da doença são realizadas pela equipe de Mobilização Social do CCZ.
A participação da comunidade é fundamental para o controle da doença. Para isto, é importante o conhecimento dos sintomas, tratamento, forma de transmissão e medidas preventivas.
Em nosso Município a Semana Nacional de Controle e Combate à Leishmaniose, será realizada de 6 a 10 de Agosto de 2012. Por ser uma doença pouco conhecida pela população, as atividades de informação e divulgação serão prioritárias durante a Semana de Leishmaniose.
 
Estamos à disposição, para maiores informações.
Vanessa Valladares Bahia
Médica Veterinária/Diretora do CCZ

Lígia Maria dos Reis
Mobilização Social/CCZ

domingo, 5 de agosto de 2012

Como deveria ser conduzida uma obra simples...

Imaginemos uma obra que envolva cortar o asfalto da rua e interferir no canteiro central da mesma. Pois bem, penso que a lógica seria fazer como está retratado abaixo. Afinal de contas, o tal canteiro central foi uma obra digna de registro e de importância conforme a administração municipal.


Porém, o nosso SAAE parece não se importar muito com canteiros centrais. Na verdade, foi "pegando o boi" que o asfalto foi recomposto (a maioria das pessoas só se preocupa mesmo é com os buracos na rua, não é mesmo?). A reconstituição do canteiro central que seria bastante simples com a remoção prévia dos "tapetes" de grama para posterior recolocação... ah... deixa pra lá. Em resumo, será um dinheiro gasto duas vezes... nós estamos aí para pagar mesmo, não é?
Resultado:

Av. Villa Lobos, segundo quarteirão. Em 04 de agosto de 2012.
Foto e desenho: Ramon Lamar de Oliveira Junior