As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Nota zero de paisagismo: enfeitando com cipó-chumbo

Minha aluna Samia registrou e informou que em uma cidade próxima à Sete Lagoas está sendo utilizada a praga conhecida como cipó-chumbo para "embelezar" as praças. Simplesmente lamentável. Seguem-se as fotos para que não restem dúvidas:


Fotos: Samia Marques
Cipó-chumbo é uma praga que pode matar as plantas rapidamente. Aqui em Sete Lagoas, enfrentamos um sério problema para remover essa praga e acabar com ela definitivamente. 

domingo, 14 de setembro de 2014

O não tão lento martírio da Lagoa Grande

As imagens seguintes falam por si só. Nos últimos meses a Lagoa Grande vem apresentando acentuada redução do volume e do espelho d'água. As causas continuam sendo analisadas no terreno das hipóteses.

Junho de 2012 - Foto: Alexandre C. Silva - A Lagoa Grande apresenta-se com um bom volume de água, em meio a uma vegetação verde, indicativa de bom volume de chuvas.
Março de 2014 - Foto: Alexandre C. Silva - As margens da lagoa já se mostram bastante recuadas, e apesar de ser mês de março a vegetação mostra-se ressentida pela falta de chuvas.
Setembro de 2014 - Foto: Alexandre C. Silva - Fotos tiradas hoje mostram a enorme redução do volume de água da Lagoa Grande, indicando inclusive (canto inferior esquerdo) a presença de cercas em seu interior.
Setembro de 2014 - Foto: Alexandre C. Silva - Dolinas (afundamentos do terreno) podem ser vistas no canto superior direito da foto.
Setembro de 2014 - Foto: Ramon Lamar - Cercas no interior do leito seco da Lagoa Grande: problemas futuros relacionadas a ocupação das terras e risco de acidentes?
Hipóteses

1) A baixa pluviosidade registrada nos últimos dois anos pode ter colaborado para uma redução do balanço hídrico da lagoa.

2) Dolinas alinhadas próximas à lagoa podem indicar algum tipo de falha ou inconsistência do subsolo próximo à lagoa criando permeabilidade e perda de água.

3) Explotação dos aquíferos da região devido ao crescimento industrial na região com forte retirada de água dos lençóis subterrâneos.

Texto: Ramon Lamar de Oliveira Junior

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

APROVADO: SETE LAGOAS RECEBERÁ CURSO DE MEDICINA

Sete Lagoas é uma das quatro cidades de Minas Gerais e uma das 42 do país que cumpriram integralmente todas as exigências legais para implantação do curso de Medicina. Em uma solenidade que aconteceu na manhã de hoje (04/09) no auditório Emílio Ribas no Ministério da Saúde, em Brasília, a cidade de Sete Lagoas foi oficialmente autorizada pelo Ministério da Educação e Ministério da Saúde a implantar o almejado curso de Medicina. O anúncio contou com a presença do Ministro da Saúde, Arthur Chioro e do Ministro da Educação, José Henrique Paim. A lista dos municípios aprovados estará disponível a partir de amanhã (05/09) no Diário Oficial da União. Além de Sete Lagoas, as cidades mineiras Contagem, Poços de Caldas e Passos também cumpriram todos os itens propostos e estão prontas a receber o curso.
Representando o Prefeito de Sete Lagoas, Marcio Reinaldo, o Secretário de Saúde de Sete Lagoas e Gestor do SUS, Breno Henrique Simões, foi quem esteve em Brasília na assinatura da homologação desta grande conquista para a cidade. 
“Essa é uma das notícias mais importantes para a cidade. Cumprimos todas as etapas do edital, recebemos a visita dos técnicos de Brasília que conheceram de perto nossa realidade, fomos avaliados e hoje estamos oficialmente aptos a receber o curso. É um momento de comemoração. Agradeço de uma forma muito especial ao nosso prefeito Marcio Reinaldo que tem nos dado todo o apoio que precisamos e também a todos os servidores da Secretaria de Saúde que não mediram esforços para que esse sonho se tornasse real hoje”, destaca.
De Sete Lagoas, o prefeito Marcio Reinaldo não escondeu sua alegria ao saber da notícia. “Sempre lutei por essa causa e hoje me sinto realizado ao vê-la sendo concretizada. Os sete-lagoanos só tem a ganhar com essa novidade que em breve irá se instalar na cidade. Meu maior desafio hoje é a Saúde e, aos poucos, estamos conseguindo oferecer a população um serviço eficaz e de qualidade. Nós, do poder público, temos que ter competência e força de vontade para superar a cada dia os desafios lançados. Precisamos resgatar a dignidade e a auto-estima dos nossos munícipes”, adverte. 
Dentre os requisitos que ajudaram Sete Lagoas nessa conquista estão a ampliação da cobertura da Atenção Primária, abertura de leitos para residência médica nas especialidades de Clínica Médica, Cirurgia Geral, Medicina da Família e Comunidade, Pediatria e Obstetrícia e Ginecologia, inauguração da Unidade de Pronto Atendimento, construção do Hospital Regional, dentre outros. O conceito de gestão e responsabilidade pública também avançou muito nestes vinte meses de gestão da atual Administração, o que tem garantido importantes e inovadores projetos para a cidade. O próximo passo será o lançamento do edital de concorrência para as faculdades que tem interesse e estrutura para implantar o curso. Dos 49 municípios pré-selecionados, 42 foram aprovados. As outras sete cidades serão reavaliadas em seis meses.

Prefeitura de Sete Lagoas/ASCOM Saúde