As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Barbeiros Transmissores da Doença de Chagas

É recorrente, não tem jeito. 
Vire e mexe recebo um "barbeiro" para ver se o danado é um possível transmissor da Doença de Chagas, a temível Tripanossomíase Americana.
Então vamos a um curso rápido e sem muitas pretensões. Na dúvida, leve para um especialista nas universidades ou no Departamento de Controle de Zoonoses (da Secretaria de Saúde).

Em primeiro lugar é importante observar o formato da tromba (probóscide), seu comprimento e número de segmentos. Os fitófagos (bebedores de seiva de plantas) e predadores (geralmente de outros insetos) não nos oferecem risco. O problema é com os hematófagos (chupadores de sangue). A figura abaixo é fundamental para se ter essa ideia:

In: http://www.dedetizacao-consulte.com.br/percevejos-habitat.asp
O segundo aspecto é o "jeitão do bicho", ou seja, confirmado que o inseto é hematófago (ou seja, pode sugar nosso sangue, o sangue de animais e transmitir a doença), por meio de uma rápida pesquisa na internet você poderá até mesmo identificar a espécie do inseto. Com o nome da espécie você também poderá descobrir se ele é um transmissor importante e tudo o mais. Mas para saber se bicho se encontra contaminado, só o exame em laboratório. 

Seguem-se algumas figuras que podem ajudar a identificar espécies potencialmente transmissoras.

FONTE: http://saudenovasantarosa.blogspot.com.br/2011/05/doenca-de-chagas.html
FONTE: http://www.saude.rs.gov.br/conteudo/6320/?Manejo_do_inseto_transmissor_da_Doen%C3%A7a_de_Chagas_%C3%A9_tema_de_campanha_da_SES

Para exemplificar, seguem-se dois casos:

1) Barbeiro capturado pelo aluno Pedro Marcos, em sua casa, Bairro Jardim Arizona, bem próximo à Serra de Santa Helena (Sete Lagoas, MG). Já chegou morto às minhas mãos, mas deu para fazer algumas fotos que ajudaram na identificação.

Fonte: Apostila de Biologia do Núcleo De Aprendizagem. (Foto: Ramon Lamar de Oliveira Junior) - Clique na imagem para ampliar.
2) Barbeiro capturado na Serra do Cipó (MG).

Panstrongylus megistus, uma importante espécie transmissora da Doença de Chagas. Janeiro de 2013. (Foto: Ramon Lamar de Oliveira Junior) - Clique na imagem para ampliar.

Espero que a postagem ajude a resolver essas dúvidas. Colaborações dos especialistas, como sempre, são muito bem vindas.

Ramon Lamar de Oliveira Junior

11 comentários:

  1. Hola amigo, muy buena informacion. Me gusta mucho su blog.
    Quiero compartir con usted el blog mio sobre la enfermadad de Chagas:
    http://elmundodelosartropodos.blogspot.com/
    Saludos,
    José Manuel Ayala Landa

    ResponderExcluir
  2. Olá amigo. Estou muito preocupado pois acabei de ser picado por um inseto que se assemelha bastante com o barbeiro de sua segunda foto. Mas esse daqui tem corpo preto esverdeado, corpo dividido em três partes e grandes antenas. Você poderia, por favor, dar uma olhada ? Tenho várias fotos dele bem detalhadas. Estou com bastante medo. Muito obrigado pela atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mello Arismar, envie as fotos para ramonlamarjr@gmail.com.

      Excluir
  3. Boa noite, vc pode identificar um inseto que me puxou?

    ResponderExcluir
  4. Podemos tentar. Envie foto boa, bem de perto, para ramonlamarjr@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, acho que fui picado por um, o local inchou e coçou um pouco na hora, passei álcool no local na mesma hora. Tenho uma foto dele aqui. Posso enviar?

    ResponderExcluir
  6. Oi matei um inseto hoje aqui na minha casa ele parece muito um tipo de barbeiro se vc poder entrar em contato comigo eu agraço

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.