As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quarta-feira, 9 de março de 2011

O Mazda 6 e a "aranha do saco amarelo"!

Notícia na Folha de S.Paulo (Caderno Mercado, 05 de março de 2011, B8)




Os bichos são doidos demais! Olha só o que essa aranha resolveu fazer: cheirar gasolina no tanque do Mazda6. Já vi baratas doidonas, como a Fliti (personagem do Fernando Gonsalez, da turma do Níquel Náusea) que é viciada no inseticida Baratox. Mas aranha viciada em gasolina, eu não conhecia.








NÍQUEL NÁUSEA                                       FERNANDO GONSALEZ

A tal aranha-do-Mazda é a Cheiracanthium inclusum ("cheira" é piada pronta, só pode), pertencente à família Miturgidae. A doidona também é conhecida como aranha-americana-do-saco-amarelo (tá ficando pior). Por causa dela,  a Mazda iniciou um recall de mais de 50.000 carros Mazda6 após teias terem sido encontradas provocando obstrução nos tubos de combustível.  Não está claro o motivo pelo qual as Cheiracanthium inclusum escolheram construir teias dentro desse veículo em particular. “Talvez elas gostem do zumbido” disse o porta-voz Jeremy Barnes, da Mazda.
American yellow sac spider. Créditos: Spider Joe, no Flickr.
A aranha tem cor amarelo-pálido, com manchas marrons na ponta dos palpos, quelíceras e nas pontas dos seus tarsos (pés). Elas são mais frequentemente encontrados em árvores e arbustos, mas também pode encontrar abrigo em casas e outras estruturas de origem humana (é, inclusive carros!). As fêmeas constroem um saco de ovos (ooteca): o tal saco amarelo, espero.
Essa aranha pode picar o homem, com forte dor local, como se fosse uma picada de abelha, mas no geral sem maiores consequências. Tem-se observado que um grande número de picadas atribuídos à aranha-marrom pode realmente ser o resultado das mordidas de aranha-de-saco-amarelo, que possuem um veneno citotóxico conhecido por conter várias enzimas proteolíticas, incluindo fosfatase alcalina, desoxirribonuclease, esterase, hialuronidase, lipase e ribonuclease. Estas enzimas podem causar necrose tecidual localizada (que pode ser semelhante ao causado por uma picada da aranha-marrom, embora os sintomas são menos graves e não resultam em efeitos sistêmicos. Mas esses dados são controversos. Uma revisão da literatura internacional sobre picadas revelou apenas uma única mordida com sintomas leves de necrose. As picadas geralmente ocorrem quando a aranha é ameaçada, como quando é pressionada acidentalmente ao se colocar um casaco que ficou no armário durante o inverno sem observar o interior.
O lado cômico, para não dizer trágico para nós que também somos professores de química, fica por conta da explicação na notícia da Folha de S.Paulo: "a característica única dessa aranha é que ela gosta do cheiro de gasolina, causado pelo óxido de hidrogênio". Óxido de hidrogênio também é conhecido como H2O, ou seja, água. Esse pessoal da Folha tá de brincadeira!!! Não seria um outro óxido, como o óxido de nitrogênio?


Ramon Lamar de Oliveira Junior

Um comentário:

  1. Surpreendente!!!

    Esse é o legal de estar sempre aprendendo...A cada dia a natureza me dá uma nova surpresa.

    Não só ela, mas o pessoal da "Fôlia" também!!!

    Muito bom, Ramon.

    Abraços

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.