As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Som automotivo atrai animais para a Serra de Santa Helena

Contrariando matéria do amigo Celso Martinelli, na última edição do Sete Dias (veja aqui), o som automotivo vem atraindo cada vez mais animais para o alto da Serra de Santa Helena.
São algumas espécies e variedades de hominídeos primitivos. Infelizmente, o sentido da audição deles não é muito desenvolvido. Daí a preferência por possantes sons automotivos, só assim conseguindo perceber algumas notas musicais. Aliás, exatamente por isso, as músicas que  mais os atraem são de péssima qualidade, resumindo-se a no máximo 2 ou 3 acordes. Em resumo, seres dignos de Dó.

Australopithecus serranus. Apesar das grandes orelhas, a audição deles é muito ruim.

A preocupação com a reprodução desses hominídeos é muito grande. Sabe-se que muitos utilizam ali mesmo métodos anticoncepcionais facilmente identificáveis pelo volume de borracha espalhada pelo chão. Tal acúmulo de borracha pode ser, inclusive, a causa de algumas queimadas na região. Mas apesar da preocupação com a contracepção, a população desses seres só vem aumentando, precisando urgentemente da ação da Polícia Ambiental e de veterinários voluntários para promover a castração daqueles que se encontram em idade reprodutiva. A distribuição de panfletos mostrou-se ineficaz, pois parece que os mesmos sabem ler, mas não entendem bem as palavras. Está em estudo a elaboração de panfletos mais simples inspirados em cartilhas infantis. Algo do tipo: "Minha orelha tá dodói" e "Bi bi fon fon, carro anda sem som".
Ainda conforme a matéria do Celso, a Seltur e as secretarias de Desenvolvimento Econômico e Turismo, de Cultura, de Meio Ambiente e de Comunicação Social estão envolvidas no diálogo em busca de uma solução que preserve o local. Entretanto, o diálogo está muito difícil devido ao som alto e a dificuldade de estabelecer diálogo com um grupo pouco evoluído, que não sabe ainda o que é representatividade, direitos dos outros e democracia. 

Texto: Ramon Lamar de Oliveira Junior


PS1.: em 14/12/2010: Polícia Militar realizou batida na noite de 10/12 na Serra de Santa Helena. Leia mais clicando aqui.
PS2.: em 20/12/2010: Polícia põe fim a baderna na Serra de Santa Helena. Leia mais clicando aqui. Parabéns ao Sete Dias e ao Celso Martinelli pela denúncia. Parabéns à Polícia Militar pela ação. Não podemos bater no peito em prol da defesa do meio ambiente, da sustentabilidade, da reciclagem e bla bla bla e perder o respeito com a natureza do alto da Serra de Santa Helena e com os direitos das outras pessoas que moram ou utilizam sadiamente aquela região. Aquela história de "os incomodados que se retirem" deve mudar para "os incomodadores que se retirem".

12 comentários:

  1. Agora, cá entre nós e que ninguém nos leia. Se a área é particular da Diocese, basta o bispo mandar colocar lá umas placas: PROIBIDO SOM AUTOMOTIVO. A prefeitura faz o mesmo nas partes que são públicas. E a PM faz o trabalho dela. Simples, não?
    O quê estão esperando? Ganhar as placas????????

    ResponderExcluir
  2. Para não perder o voto de 0,1%, desprezam o voto e a inteligência de 99,9%.

    ResponderExcluir
  3. Moro no alto da Vila Lobos e não posso me identificar, desculpe. Hoje de madrugada por volta das 2 horas o som estava comendo alto no topo da serra. Os carros ficavam piscando farois desafiando a cidade e mostrando que são os caras. Aí uma patrulhinha da polícia chegou e acabou com a festa. Daqui de casa deu para ver a luz do giroflex passando entre os carros e os valentões fugindo com o rabinho entre as pernas. Parabéns a PM por ter mandado carro lá. Façam mais vezes e o problema acaba.

    ResponderExcluir
  4. Prezado anônimo, entendo sua preocupação em não se identificar. Essa da PM eu gostaria de ter assistido, de camarote. Será que não podem montar uma arquibancada, cobrar entrada (para ter gasolina para abastecer as viaturas) e fazer isso mais vezes? Melhor que cinema 3D!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Se a Serra Santa Helena é uma Área de Proteção Permanente (APP) e a poluição sonora está violando a proteção do espaço, os órgãos que guardam este local tem de exigir a execução da lei que o protege IMEDIATAMENTE.
    A negligência das autoridades está permitindo a perda da qualidade de vida em um dos únicos locais de preservação ambiental da cidade.

    ResponderExcluir
  6. Prezado anônimo,
    a questão não está ligada diretamente a ser uma APP ou uma APA. Caso contrário, o barulhão será permitido na porta de sua casa (se a mesma não estiver em uma APP ou APA).
    Obviamente, o poder público tem falhado na definição e implementação da APA da Serra de Santa Helena, e essa falha evidentemente dificulta (mas não inviabiliza) a fiscalização da área.
    O assunto "som automotivo" é de perturbação geral na cidade (outros tópicos já foram criados aqui sobre o assunto) e absolutamente nada é feito por nossas autoridades.
    Quando estiver "tudo dominado" teremos aqui um novo Complexo do Alemão. E aí você já imagina, né?
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Ramon,

    Não ofenda os primatas e nem as músicas de poucos acordes (lembra daquela história baiana sobre o berimbal)...

    O que rola lá é outra coisa e é realmente caso de polícia.

    ResponderExcluir
  8. Amaro,
    longe de mim a ideia de ofender os primatas. Afinal, somos primatas, né? E muito menos ainda a cultura que vem de uma corda só.
    Mas aquilo lá em cima não está cheirando bem...
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Sinto medo, MUITO MEDO dos "humanóides". Urbi et orbi!

    Ramon, você foi gentilíssimo ao chamar o tal "som automotivo" de "música". Ah, e gostei da menção a "acordes", também! (É pra chorar... De rir!)

    "HONNI SOIT QUI MAL Y PENSE"! (Trincando com risadas!)

    Eis a óbvia questão, bastante frutífera para estudos afins às mais diversas (e inter-meta-transdisciplinares!) áreas do conhecimento "Homo sapiens sapiens": como é que o BICHO-GENTE-BICHO pode apreciar (e sentir-se atraído por) tamanha troça em forma(?) de estrondos?! É digno de Dó (bemol! HA-HA!), realmente!

    Adorei o bom humor!

    Beijos,
    Carolina

    ResponderExcluir
  10. Algum anônimo ficou insatisfeito porque a pergunta dele não foi postada. Tá preocupado se "doeu em alguém". Que eu saiba, não doeu em ninguém até porque nem lembro qual foi a pergunta. Mas você pode fazê-la de novo identificando-se, ok?

    ResponderExcluir
  11. Ramon,
    Fiquei sabendo que haverá uma audiência na Câmara dia 30/05/12 às 18hs sobre a questão do som automotivo em sete lagoas. Você pode confirmar isso? Aguardo resposta. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não confirmo, melhor procurarmos confirmação com o vereador Claudinei pois a Audiência Pública é condição implícita no projeto de lei por ele proposto para acabar com essa farra. No mais, na minha opinião, as ações da SEMMA têm se mostrado inócuas.

      Excluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.