As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Ainda o Hospital Municipal

Procurando na internet informações sobre a presença do programa Balanço Geral em Sete Lagoas, encontrei uma notícia publicada no Portal Sete em abril passado em referência. (Clique aqui.)

A referida matéria cita que "no dia 18 de março no Plenário da Câmara ... estiveram presentes o atual secretário de Saúde, Jorge Correia Neto, e a Superintendente de Urgência e Emergência da Secretaria, Solange Paiva."
Cita ainda a matéria, que o secretário Jorge Correia Neto teria apresentado algumas medidas para diminuir as dificuldades enfrentadas pelo setor, destacando-se:

(1) novas obras de ampliação com a construção de duas alas para internação, masculina e feminina.
(2) implantação do Programa de Gerenciamento de Resíduos.
(3) ampliação do número de leitos da UTI de cinco para dez até o próximo mês de junho.
(4) instalação e funcionamento do Tomógrafo até 30/06/2010.
(5) transferência das cirurgias neurológicas do Hospital Nossa Senhora das Graças para o Hospital Municipal tão logo o aparelho de tomografia esteja em funcionamento.
(6) implantação de uma Controladoria Interna na Secretaria visando agilizar os processos de licitação para aquisição de medicamentos e equipamentos.
(7) construção de um almoxarifado setorial para o hospital com capacidade de estocagem para até 90 dias.
(8) cursos de capacitação para os servidores do Hospital, equipe da clínica médica e do pronto socorro.
(9) qualidade da alimentação oferecida aos pacientes: foi realizada licitação para o serviço, e a partir do mês de maio a mesma já estará sendo fornecida por nova empresa.
(10) instalação de duas Unidade de Pronto Atendimento (UPA), através de convênio com o Governo do Estado.

Eu gostaria de saber, do pessoal da saúde, se as medidas já foram implementadas. O tomógrafo (com data marcada e tudo) eu sei que não foi instalado ainda (portanto os objetivos 4 e 5 ainda não foram alcançados).

Achei muito interessante também, ao final da matéria, a afirmação seguinte: "Contudo, foi salientado pela superintendente que os gestores têm enfrentado resistência por parte de alguns servidores, que se mantém contra a reestruturação dos serviços." Interessante isso, não?

Dúvidas de: Ramon Lamar de Oliveira Junior

2 comentários:

  1. Trechos do discurso de posse do Secretário de Saúde (Jorge Correia Neto):

    "Saúde significa gestão competente, criteriosa e séria, com administradores qualificados para atender com dignidade às necessidades da população. Sem investimentos, a saúde se transforma num calvário para o cidadão e num castigo para o administrador."
    "Porém, os recursos só se tornam realidade quando temos projetos montados de maneira competente, projetos que sejam claramente viáveis e confiáveis, embasados na real necessidade de uma comunidade, do ser humano que a habita, especialmente o mais carente, arquitetados com verdadeiro e profundo respeito por parte de todos nós, gestores públicos, cuja incumbência instransferível é a de dignificar nossas ações através da humanização em nossas unidades de saúde."
    "Tudo isso exige espírito de luta, transparência, ética, muito critério e muita perseverança, instrumental, do qual não abro mão para fazer este percurso, por veredas tão complexas e ainda deficitárias, embora saiba que não faltaram esforços dos que por ela passaram."
    "Com perseverança mudaremos a face da nossa saúde pública, oferecendo serviços de qualidade ao nosso povo. Os planos são factíveis e lutaremos para realizá-los materializando as idéias e concretizando os compromissos assumidos."
    "Quero dizer a todos os envolvidos na execução desses projetos e na gestão dos programas, que vou acompanhar muito de perto, todas as etapas dos trabalhos, uma vez que vislumbro resultados concretos que vão beneficiar a nossa população."
    "Peço a todos que redobrem seus esforços de acompanhamento, fiscalização e críticas construtivas. O controle social é uma das maiores conquistas de nosso povo e eu acredito muito na sua pertinência e eficácia. Afinal, o financiamento e a gestão da saúde são compartilhados e todos devem fazer sua parte com seriedade, empenho, compromisso e boa vontade."

    ResponderExcluir
  2. Sete Dias - online - 01/12/2010:

    Diretoria clínica assume Municipal e anuncia maior diálogo para melhorar atendimento

    A falta de médicos no Hospital de Sete Lagoas fez com que a nova diretoria clínica da instituição, recém-empossada, apure os reais motivos que fazem com que os profissionais não trabalhem na cidade ou simplesmente abandonam o plantão sem prévia autorização. O problema já havia sido alvo de relatório do Ministério Público há dois meses. O promotor Marcelo Augusto Vieira afirmara que algumas práticas vinham se tornando constantes no centro de saúde pública, o que caracterizva crimes de improbidade administrativa definidos pela Lei Federal nº 8429/92.

    A nefrologista Adriana Moreira, que assumiu a diretoria do corpo clínico, anunciou que um questionário será encaminhado para que os 110 profissionais do Municipal apontem problemas e principais demandas do dia a dia. “Este hospital não é para recém formados, já que atendemos de pequenos casos até os de alta complexidade. Queremos diagnosticar quais motivos para a falta de médicos, por isso vamos ouvi-los. Infelizmente, não temos poder de decisão, mas podemos levar os problemas e possíveis soluções para o Secretário”, considera.

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.