As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Terror em escola do Rio de Janeiro

Atiradores em escolas norteamericanas constantemente irrompem no noticiário. Vão desde os neurotizados pelas guerras que participaram, aos drogados, loucos, terroristas...

A notícia divulgada no site da BBC.
Mas aqui no Brasil esses casos são agregados de uma imprevisibilidade gigantesca. Lembremos do ex-estudante de medicina que disparou diversos tiros em um cinema de São Paulo. Agora, um jovem de 24 anos, aparentemente sem histórico de violência, dispara a esmo (?) no interior da escola onde estudou. Loucura, insanidade, premeditação, vingança? Talvez saberemos os detalhes. No momento, resta-nos a solidariedade com as famílias das vítimas, pelo menos numa oração silenciosa no templo da nossa consciência.

Ramon L. O. Junior

3 comentários:

  1. essa pessoa que fez isso não tem coração
    o que sera que deu na cabeça dele para
    fazer isso sera que foi motivo de vingança
    esse cara não teve piedade de ninguem sail atirando em todo mundo que estan no corredor
    dentro das salas ?ele vai se acertar isso com DEUS? DEUS tenha PIEDADE dessas crianças ponha elas em sua mão?

    ResponderExcluir
  2. É, Matheus, você tem razão. O quê pode explicar um ato desses? Que falta de perspectiva é essa? Monstruosidade...

    ResponderExcluir
  3. Ramon,

    O bairro de Realengo é um barril de pólvora, pronto para explodir, desde a década de 70.
    Nesta década, fui abordado várias vezes pela PE, que é a policia do exercito, que ficava ali à procura do trafico. Qualquer um era suspeito, desde que respirasse. Lá no bairro, estão a grande maioria dos aposentados da extinta fábrica Bangu de tecidos e os soldados e oficiais que saíram da Vila Brasil, onde ficava um batalhão do exército. São casas pequenas, tipo COHAB, com vielas de pouca iluminação e pessoas desconfiadas. Lamento do ocorrido, mas como disse, está prestes a explodir. Agora, que o problema ocorreu, torço para que não aconteçam outros do mesmo estilo. Mas a imagem do Brasil lá fora, para a Copa e principalmente a Olimpíada já era... Vai ser como a África, a maioria dos turistas eram os africanos mesmo...

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.