As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

E agora, Christus? (Fraude no ENEM)

"Segundo o MEC, todos os cadernos da pré-testagem foram devolvidos, mas o conteúdo pode ter sido copiado eletronicamente. "O material [o simulado] é o conteúdo de dois cadernos, na íntegra. Está absolutamente comprovado", disse Haddad à Folha.
As provas dos 639 alunos do Christus que fizeram o Enem foram anuladas. Elas serão reaplicadas em 28 e 29 de novembro. Ao todo, 4 milhões de estudantes participaram do exame nacional. A escola não se pronunciou hoje. Ontem, disse que o simulado foi feito com questões de seu próprio banco de dados, que poderia ter sido abastecido com itens enviados por estudantes.
Haddad disse que a hipótese "é uma impossibilidade lógica", devido ao número de questões coincidentes." 
Fonte: Folha de S.Paulo, clique AQUI.

"Segundo dados levantados pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), 91 estudantes da instituição participaram, em outubro do ano passado, da fase de pré-teste do Enem. O pré-teste dos itens é feito pelo Inep para avaliar se as questões em análise são válidas e qual é o grau de dificuldade. Depois de aprovadas, elas são incluídas em um banco de itens utilizado para montar a prova.
De acordo com o MEC, nenhum dos cadernos aplicados aos alunos do Christus foi extraviado, mas os técnicos do Inep constataram que as questões contidas nas apostilas são cópias do material aplicado em 2010. O MEC, entretanto, ainda não esclareceu como o material foi copiado.
Vários estudantes do colégio Christus declararam, pelo 0800 do Inep, ter recebido "questões encadernadas em material apócrifo e com programação gráfico-visual distinta do habitualmente distribuído".
A nota do MEC divulga a declaração de um aluno: "Como aluno da própria escola, confirmo que no máximo três dias antes das provas, recebemos TDs (apostilas) com 92 questões, incluindo 14 que caíram no exame. O mais curioso foi termos recebido das mãos de um dos coordenadores e principais professores, com a instrução de que não deveríamos compartilhar os TDs com nenhum candidato de outra escola." M.R.L., pelo 0800 do Inep. A Polícia Federal no Ceará investiga o caso."
Fonte: Folha de S.Paulo, clique AQUI.
COMENTÁRIO: Que palhaçada, hein? Eu já havia postado (AQUI) que provavelmente não havia nada de "banco de questões" e que as questões eram todas do pré-teste. A materialidade dos caderninhos e sua comparação com as questões pré-testadas conduziu ao que se chama de: xeque-mate! Os cadernos do pré-teste foram copiados (provavelmente por fotocópia mesmo) num momento de vacilo de alguém. Acharam que o caso não iria vazar, que ninguém iria se importar, que a PF não investiga... E agora ainda tentam comprometer alunos de outras instituições, que caso tenham tido contato com as questões foi por culpa de quem mesmo? Sinto pelos alunos no Colégio Christus, aqueles que não se vangloriaram da falta de ética e que devem realmente estar preocupados em ter que fazer uma nova prova.

Um comentário:

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.