As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

domingo, 23 de outubro de 2011

ENEM 2011 - Impressões sobre o segundo dia

Como diria Jack, o estripador, vamos por partes:
- O tema de redação foi óbvio demais, principalmente para quem é blogueiro: a responsabilidade social na internet. No final, reli a redação e a achei muito óbvia. É óbvio! Gastei uma hora.
- Depois fui para a prova de Matemática, enquanto o cérebro ainda "pulsava". Muitas questões fáceis, mas que vão minando sua concentração. Muitas continhas sem sentido. A mesma estrutura de questão repetida n vezes. De repente, uma ou outra questão que exige mais do raciocínio, principalmente para interpretar o enunciado: "- que que eles querem mesmo?". Aí, os dois neurônios cansados começam a errar contas bobas. Normal, já esperava que iria acontecer. Mas pelo menos, esse ano, não precisei chutar nenhuma questão como em 2009. Sou totalmente responsável pelos meus acertos e pelos meus erros. Duas horas de trabalheira e passei as respostas logo para a Folha de Respostas, pois sabia que o bicho iria pegar ao final. E pegou.
- Finalmente a prova de Códigos de Linguagem. Prova de Inglês com tirinha, charge e texto. Quem não conhece a filosofia do Garfield poderia se enrolar numa das questões (mas quem não conhece?). Sobre espanhol não falo nada, mas vi textos enormes enquanto passava as páginas. Já o português/literatura foi o suprassumo da falta de bom senso. Será que os elaboradores acham que só existe português? Textos grandes, alternativas grandes e confusas, necessitava-se de um tempo para interpretá-las muito maior que as quase duas horas restantes. Correria ao final: 15 questões para fazer em 30 minutos! Coloquei várias "?" ao lado de questões para retornar se sobrasse tempo. Não sobrou! Saí faltando 5 minutos para estourar o tempo. O gabarito a tinta nos impede de ficar até o último instante martelando as questões que sobram.
Foi isso. Lá fora, muitos candidatos reclamando que chutaram muitas questões por causa do tempo. A nota pitoresca fica por conta de uma notícia na Folha de S.Paulo:
"O tema de algumas das perguntas foi Olimpíadas. Uma das perguntas cobrou o cálculo da área de um estádio, diz xxxxxx xxxxxx, 18, que prestou o Enem pela primeira vez." (Clique AQUI, se é que eles não vão mudar o texto.)
Não tinha nada disso na prova. Havia UMA questão sobre qual raia da pista de atletismo era mais curta: a de dentro, claro! Acho que o jornalista deve ter entendido outra coisa da fala da menina, sem olhar a prova (os candidatos que saem primeiro não podem sair com a prova, só os que saem faltando menos de meia hora)..

Ramon Lamar de Oliveira Junior

11 comentários:

  1. Vou oragnizar um "bolão"de qual será a sua nota! eu tô apostando em uns 82%! rs

    ResponderExcluir
  2. Pelos gabaritos divulgados extraoficialmente eu errei 14 das 180.
    Eu falo com vocês, não vou fazer prova a passeio... o véio vai preparado...

    ResponderExcluir
  3. Mas a nota final, considerando as doideiras do sistema, deve ficar em torno de 82% mesmo.

    ResponderExcluir
  4. 14 das 80 ? vai tomar banho, neh Ramon ? --' Ano que vem vou colocar para fazer a prova em BH D:

    ResponderExcluir
  5. 14 das 180, Pedro. Exijo mais de mim do que de vocês. Para ver como sou bonzinho...
    Ih... vou ter que fazer prova em São Paulo... risos!!!

    ResponderExcluir
  6. Ramon, vc é muito bom, que isso...

    Com esse resultado, emplaca qualquer curso em qualquer faculdade...

    É uma referência pra nós, e que me chamem de puxa saco se quiser, pq eu te admiro muito mesmo...

    Abração, e parabéns!!!

    ResponderExcluir
  7. Saulo,
    já ouviu falar em fazer palavras cruzadas para o Alzheimer não pegar? Pois é... estou nessa de fazer ENEM para manter o cérebro funcionando. Tem dado certo.
    Abração, amigo.

    ResponderExcluir
  8. Vou para São Paulo . D: - Eu estava depressivo com meus 140 e você vem com 166 ! D:

    ResponderExcluir
  9. Pedro, 140 está muito bom!
    Fica animado, rapaz!

    ResponderExcluir
  10. Que isso, meu amigo!!!

    Esse cérebro seu funciona é bem demais!!!

    Você tem que nos passar as dicas de ferramentas pra manter as engrenagens tão inteiras!!!

    Eu sei que vai além do ENEM, das palavras cruzadas, dentre outras...Dedicação, uma boa dose de habilidades e paixão pelo que faz.

    Penso que é por aí!!!

    Abraçãaao.

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.