As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Uma mentira divulgada pelo MEC em relação ao ENEM

Não sei se o INEP/MEC se esqueceu de levar a discussão adianta. Do jeito que a coisa funciona por lá, é bem possível. O mais provável é que nunca pensaram mesmo em levar discussão alguma adiante. Satisfeitos com o NOVO ENEM (apesar de todos os problemas que derrubam os presidentes do INEP, um após o outro), o INEP/MEC não se preocupa em ampliar a discussão. As informações abaixo não são encontradas no site do MEC.

Leia atentamente o trecho abaixo. Clique aqui ou aqui para ler a entrevista completa com Helinto Ribeiro Tavares, diretor de Avaliação da Educação Básica do Instituto Nacional de Educação (Inep), órgão do Ministério da Educação responsável pelo Enem em 28 de setembro de 2009.
Como será o aproveitamento e a validade da nota do Enem?
As instituições e o próprio comitê gestor ainda vão decidir sobre isso. O importante é dizer que é uma nota comparável ao longo do tempo. Agora, se vai valer durante um momento, dois ou três, deixaremos que as instituições se posicionem a respeito. Essa discussão é que vai permear o tempo de utilização do Enem. Mas pode ser válido por várias edições. Se o aluno não fizer o Enem do ano que vem, ele pode participar com a nota deste ano. Isso está definido.

Com o mesmo peso?
Sim. O que está para ser definido é se o aluno poderá utilizar a última nota maior (em caso de participar de várias edições). Como esse é o primeiro ano, não há esse problema. Estamos deixando essa discussão evoluir para que tome corpo para decisão já na próxima reunião do comitê gestor.
A nota do ENEM-2009 não está sendo considerada para a seleção a uma vaga pelo Sisu. Apesar do "isso já está definido", só serve a nota do ENEM-2010. Mentira deslavada. Com base nessa mentira, candidatos podem ter deixado de fazer o ENEM-2010, confiando nas notas que tinham anteriormente. E aí, Sr. Helinto, alguma explicação? Aliás, a tal do TRI tem como grande objetivo "igualar" os exames feitos anteriormente em termos de distribuição de nota. Se a nota dos ENEM anteriores, feitos dentro da mesma "tecnologia" não vai ser usada, a TRI perde grande parte da sua utilidade.
Ramon Lamar de Oliveira Junior

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.