As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

O manacá (cujas flores mudam de cor) e a hortênsia

O manacá-de-cheiro (Brunfelsia uniflora) é um arbusto pertencente à família Solanaceae. As flores produzidas têm um cheiro forte mas bastante agradável, com a coloração variando do azul-arroxeado ao branco, passando por alguns tons rosados.

Manacá-de-cheiro (Brunfelsia uniflora, Solanaceae).
A coloração variável de suas flores é explicada pela química. As flores novas possuem um pH ligeiramente mais alto, fazendo com que os pigmentos assumam uma coloração azul-arroxeada. À medida que a flor vai envelhecendo, o pH vai diminuindo e as substâncias vão mudando de cor, em direção ao branco. Observe, na foto acima que as flores brancas são as mais "prejudicadas", geralmente têm dois ou três dias, enquanto as roxas são "de hoje".
Não é mesma situação das hortênsias (Hydrangea macrophilla, Hydrangeaceae). O pH do solo é que determina a cor das flores das hortênsias (portanto não adianta comprar mudas com flores nas cores desejadas!). Solos ácidos mudam a cor dos pigmentos das flores para rosa e solos alcalinos mudam para azul. Em terrenos neutros, as flores podem se apresentar brancas ou esverdeadas. 

Hortênsias (Hydrangea macrophilla, Hydrangeaceae). Hortênsia azul (solo ácido) e rosa (solo alcalino).

Importante lembrar que muitos indicadores de pH são extraídos de plantas.

Fotos e texto: Ramon Lamar de Oliveira Junior

5 comentários:

  1. as flores do meu manacá nascem brancas e se tornam lilás depois, creio que as outra também

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiore, seu manacá é estranho. Mas há outras espécies onde a coloração inicial depende de se tratar de flores masculinas ou femininas. Não seria o caso? Veja na foto que as flores mais velhas (mais estragadas) são as brancas. Abraços!

      Excluir
  2. Professor Ramon Lamar, boa noite!
    Não sei se pode me responder a uma situação estranha que me deparei neste fim de semana: notei que a casca de um ipê, que plantei há sete anos, está todo desprendido na base do tronco. Fiquei preocupado pois já ouvi falar que é pela casca que sobem alguns nutrientes. Sei que nesta época as folhas caem e ela fica de aspecto doentio.
    Daí pergunto: essa casca volta a se recompor ou ela está realmente correndo sério risco?

    ResponderExcluir
  3. Rogério, você tem alguma foto do processo? Se tiver mande para cá mesmo ramonlamarjr@gmail.com
    Assim ficará mais fácil descobrir o que está acontecendo. Algumas árvores perdem a casca externa sem problemas, mas pode se tratar também de algum fungo. Seria importante observar. Abraços.

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.