As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Malvaceae

Encontrei essas flores hoje em uma caminhada pela manhã (indo de uma escola para outra). Achei compartilhável.

 

"A família das Malvaceae é constituída de 252 gêneros e cerca de 2330 espécies espalhadas pelo mundo, com destaque à América do Sul. Pela nova classificação da APG (Angiosperm Phylogeny Group), herda os integrantes das antigas famílias Sterculiaceae, Tiliaceae e Bombacaceae.
São ervas, subarbustos, arbustos, trepadeiras e árvores, com canais mucilaginosos e pelos ramificados ou escamosos. Folhas alternas, simples (normalmente lobadas e palminérveas) ou compostas palmadas, inteiras ou serreadas. 
As flores são isoladas e axilares. Algumas espécies forma inflorescências, na maioria das vezes determinadas. A flor é hermafrodita ou assexuada, actinomorfa, dotada de calículo ou epicálice (invólucro de brácteas). O cálice tem 5 sépalas, corola de 5 pétalas distintas ou ausentes. Os estames são em número de 5 ou mais, às vezes, monoadelfos, formando uma coluna estaminal (andróforo), com anteras mono ou bitecas rimosas; às vezes, com estaminódios, pólen com exina espinhosa. O ovário é súpero, geralmente sincárpico, com um ou mais óvulos em cada lóculo." (modificado a partir de http://sites.google.com/site/florasbs/malvaceae)

Convém observar que os hibiscos, o algodoeiro e o quiabeiro também são exemplos de malváceas.

Fotos: Ramon Lamar de Oliveira Junior

Um comentário:

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.