As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

sexta-feira, 3 de junho de 2011

O maracujá fálico do Maranhão

Eu não conhecia a história do maracujá em formato de pênis. Recebi um e-mail do meu irmão em que ele contava a história do maracujá e me pedia explicações. Biólogo sofre, tem que ter explicação para tudo!
Mas realmente o maracujá é muito esquisito, ou melhor a planta, pois todos os maracujás dela são "diferentes". A EMBRAPA de lá se interessou pelo fato, mas acho que eles não pretendem produzir mudas e comercializar o tal maracujá (espero que não!). Na verdade, há o interesse científico de se descobrir a causa genética do problema. Diversidade genética é assunto sério e a preservação dessa diversidade é assunto mais sério ainda. Aliás, dentro de pouco mais de uma hora, estarei dando uma aula sobre esse tema para os alunos do cursinho: Tecnologia do DNA recombinante. Mas melhor não levar a foto dos maracujás! Vejam a foto abaixo e confiram uma matéria clicando aqui.

(Crédito: Honório Moreira/OIMP/D.A Press)
Respondi a ele nos termos abaixo:
Uma simples mutação nos genes de crescimento dos carpelos (partes da parede do ovário que dão origem ao fruto) poderia explicar o fato. O crescimento dos carpelos ocorre pela produção de um hormônio vegetal (auxina) pelos tecidos da planta. Se os locais de produção sofrem modificação, o padrão de crescimento também sofrerá.
Se tivesse uma outra forma estranha, ou fosse disforme, ninguém repararia... no máximo diriam: nossa, que maracujá feio, tadinho. Mas com essa forma não tem jeito de não reparar!!!

Claro que o tal maracujá já virou assunto de piada e nome de bloco de carnaval. O Brasil é um barato! 

Ramon Lamar de Oliveira Junior

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.