As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Bulevarsantahelena, últimos boatos (ou notícias).

Acabo de saber que o projeto do famigerado bulevar teria dado entrada na prefeitura.
Alguém tem mais notícias?
Vai ser assim, então?
A audiência pública valeu para nada?


Clique aqui e aqui se você está por fora do assunto.

4 comentários:

  1. Ramon,

    A entrada na Prefeitura não pressupõe licenciamento automático. E tenho certeza que o novo secretário Luis Márcio, fará cumprir o ritual. O projeto precisa ser analisado e ser objeto de aprecer peo DLO e encaminhado à Gerência de Políticas Urbanas, no âmbito da mesma SMPOG. Depois de ser objeto de parecer, precisa ir à apreciação do Conselho Municipal de Desenvolvimento. Os procedimentos do conselho pressupõem um relatório de um conselheiro com indicação de voto. Somente, então, devidamente instruído, vai a plenário. É bom lembrar que as reuniões do CMD são abertas ao público. Acho que é uma questão de todos os interessados zelarem pela lisura e transparência do processo.

    abs, Flávio de Castro

    ResponderExcluir
  2. Puxa, Flávio, valeu demais. Vou repassar as orientações aos demais interessados na questão.

    ResponderExcluir
  3. é importante monitorar a reunião do conselho, pois lembro-me da reunião do CODEMA, noutros idos, quando a AMBEV sapecou uma reunião lá nos confins de Prudente de Morais, numa reunião em que nem a condicionante da licença foi apresentada. a propósito, alguém aí já viu alguma mudinha de pequida AMBEV?

    de olho na reunião do COnselho e sem vácuo de mobilização até lá, pra não ser aquele corre-corre pra manifestação com o peso necessário.

    muito boa a iniciativa de caçar irregularidades no EIA RIMA e outras, mas a única coisa que pode salvar o pasto do gerson é a massiva disseminação de informação e mobilização popular na cidade, de cabo a rabo.

    pra devida indenização dos donos da área, sugiro um projeto de urbanização das áreas já ocupadas pela atividade cotidiana da fazenda, dividí-la em 100 lotes e vender cada um a R$2 milhões cada. Salva ou não salva?

    quer morar no paraíso?! pague por ele.

    saudações

    alex

    ResponderExcluir
  4. Alex,
    a Alessandra Lisboa é presidente do CODEMA. Não é possível que vai passar batido...
    Quando aos pequizeiros, também sou curioso para visitá-los. E mudas clonadas em laboratório não garantem a preservação da diversidade genética...
    Abraços.

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.