As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quarta-feira, 29 de junho de 2011

BIBLIOTECA MUNICIPAL: Apelo de um estudante.

Recebi o documento abaixo e fiz as devidas adaptações para o espaço do blog.
Com a palavra o Vinícius:

Ao
Secretário da Educação,
Secretário da Cultura e
Diretora da Biblioteca Municipal de Sete Lagoas.

Eu, Vinícius Moreira Guimarães, estudante pré-universitário e usuário da Biblioteca Municipal de Sete Lagoas, gostaria de manifestar uma preocupação em relação à mesma, pelo fato de estar funcionando sem a devida atenção dos governantes da cidade.
Uma cidade que apresenta quase 250 mil habitantes e que possui uma economia considerável para o estado de Minas Gerais deve possuir um sistema de educação eficaz. Uma biblioteca municipal bem estruturada faz parte desse sistema.
Através desse documento gostaria de expor fatos que comprovam o quanto a infraestrutura da Biblioteca Municipal de Sete Lagoas não está de acordo em relação a uma biblioteca “modelo”, que seria aquela em que estão presentes os requisitos básicos para um bom funcionamento.

O que deve ter uma biblioteca atual?

* Laboratório de informática para promover a inclusão digital.
* Estrutura adequada para melhor armazenamento dos livros.
* Espaço físico para leitura e estudo (com uma estrutura que evite barulhos).
* Recursos destinados à compra de livros atuais, incluindo de vestibulares e universitários.
* Organização digital do acervo (um sistema digitalizado e eficiente) para consultar se existe o livro na biblioteca, se ele foi emprestado e que dia será devolvido.
* Ficha de cadastro dos usuários atualizada.
* Horário de funcionamento flexível a estudantes e trabalhadores.
* Projetos que incentivam a leitura e a cultura da sociedade.
* Armários para guardar objetos (como mochilas e pastas) durante o uso do espaço.
* Divisão do espaço: espaço funcionário, espaço usuário e espaço acervo.
* Estrutura que atenda deficientes físicos.

O quê a Biblioteca Municipal de Sete Lagoas deve possuir? E o que ela possui?

Sistema digital para cadastro/empréstimo de livros e ficha cadastral de leitores:
Atualmente o sistema é manual, resultando na não devolução de livros. Erros humanos ocorrem porque nem todos sabem utilizar os arquivos. A consulta para saber se existe um determinado livro não pode ser feita.

Espaço físico excluído de barulho que seja adequado para leitores e estudantes:
Atualmente o espaço utilizado encontra-se dividido com a cozinha dos funcionários e com uma sala que é ocupada por motoristas da prefeitura. Afinal, o que esses motoristas estão fazendo lá?

Laboratório de informática:
Atualmente existem somente dois computadores disponíveis para uso público, mas os mesmos não funcionam. Onde está a inclusão digital?

Estrutura adequada para melhor armazenamento dos livros:
Atualmente as estantes que armazenam os livros acabam estragando os mesmos. A limpeza é feita de modo errado, não por causa dos funcionários, mas sim porque não existem na biblioteca ferramentas que possibilitam a limpeza de forma adequada. Um aspirador de pó seria interessante não?

Recursos destinados para a compra de livros atuais, incluindo de vestibulares e universitários:
Não é costumeiro encontrar livros novos, e principalmente de vestibulares ou universitários na biblioteca. Os livros geralmente são doados. Gostaria de ressaltar que livros indicados para vestibulares são de grande importância, principalmente porque os aprovados e futuros trabalhadores qualificados serão uma mão de obra para a cidade e para o país.

Horário de funcionamento flexível a estudantes e trabalhadores:
O horário de funcionamento da Biblioteca Municipal de Sete Lagoas é das 07h às 19h. E o pessoal que, nesse período, não pode utilizar a biblioteca? Antes funcionava até às 22h. Por que o horário foi reduzido?

Armários para guardar objetos (como mochilas e pastas) durante o uso do espaço:
Atualmente não existem armários para o armazenamento de mochilas e pastas, e sim estantes. Essas estantes além de serem de fácil acesso para qualquer pessoa, encontram-se perto da porta da biblioteca o que pode resultar em roubo de objetos dos usuários.

Espaço funcionário, espaço usuário e espaço acervo:
O que se vê na Biblioteca Municipal de Sete Lagoas é uma estrutura irregular, pois como foi dito anteriormente, a cozinha dos funcionários e a sala que é ocupada por motoristas da prefeitura está ao lado do “salão para leitores e estudantes” o que provoca barulhos no “salão” atrapalhando a concentração dos usuários.

Estrutura que atenda deficientes físicos:
Simplesmente não existe na Biblioteca Municipal de Sete Lagoas. Promover a igualdade social na cidade de Sete Lagoas é um dever da prefeitura e está prevista em lei.

Conclusão
Gostaria que os representantes da educação e cultura da cidade de Sete Lagoas analisassem esse simples documento com bons olhos e percebessem a real situação da Biblioteca, estando cientes dos problemas.

Busquem soluções! O setor privado também é bem vindo!

A biblioteca de uma cidade reflete o interesse que o município tem em relação à educação e cultura!

14 comentários:

  1. Sim, claro.

    Ele misturou várias "querelas"; pra esta Prefeitura, isso tudo "é pá cabá co'a paia boa".

    ResponderExcluir
  2. Ramon,

    nao sei qual e' a idade do Vinicius. Mas o que chama a atençao e' que ele, alem de indicar os problemas, ainda da' algumas indicaçoes de provaveis soluçoes a estes. A carta esta' dirigida a 3 pessoas, ligadas a educaçao/cultura. Esperemos que estas acatem as reinvindicaçoes ou que pelo menos deem uma explicaçao do estado da Biblioteca.

    Abs.

    ResponderExcluir
  3. Olá Ramon.
    Primeiramente quero agradecer você por postar esse simples documento que fiz que eu creio que servirá pra mostrar a grande parte dos estudantes usuários da biblioteca o descaso que lá acontece.
    Segundo quero agradecer a Fabiana por entregar esse documento a você Ramon.
    Também quero dizer que é um prazer conhece-lo pois ouvi falar muito bem de você.

    Enfim, esse documento foi entregue ao secretário da educação e a diretora da biblioteca.
    O resultado como de esperado foi o mesmo, promessas e nada de avanços pra realizá-las...
    O objetivo desse documento é simplesmente mostrar aos estudantes que a biblioteca só está lá porque seria errado se não estivesse, mas podem ter certeza que se a secretaria de educação e cultura da cidade pudessem tirá-la de lá, eles tirariam...
    O descaso é enorme...Falo isso porque estudei lá mais de dois anos manhã e tarde...Hoje não vou lá com frequência porque recebi a aprovação esse mÊs em uma universidade federal...Mas mesmo indo pra outro lugar eu sei que n pessoas irão lá pra estudar e gostaria que os governantes dessa cidade pudessem olhar com bons olhos a nossa biblioteca.

    Alias...tenho 20 anos

    ResponderExcluir
  4. Vinícius,
    não sei se o parabenizo primeiro pela aprovação na universidade ou pelo fato de, estando com 20 anos, já pensar grande em termos de cidadania. Fico muito feliz por você e, ao mesmo tempo, triste pela situação da Biblioteca. Vamos ver, né? Vamos aguardar. Pretendo voltar ao assunto no futuro, quem sabe conseguimos algum avanço.
    Um grande abraço para você. Se precisar de espaço aqui, é só pedir!

    ResponderExcluir
  5. Parabens Vinicius pela reivindicação, parabens Ramon pela solidariedade. Se os responsáveis acordarem e atuarem ganha Sete Lagoas, ganha nossos alunos e cidadãos que querem aprender e desenvolver!
    Celle

    ResponderExcluir
  6. Vinicius,

    parabens pela aprovaçao e pela luta. Como disse o Ramon, e' muito bom ver pessoas tao jovens preocupadas pela cultura e o conhecimento.


    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Aonde mora o interesse pelo social, ambiental e cultural???
    A procura...

    Vinícius, parabéns por colocar o dedo em uma das nossas maiores feridas (vê-se, as fotos do lixo espalhado na feirinha - post acima)...pelas linhas, poderemos esbarrar com leituras de pessoas que possam fazer a diferença ou diferente.
    Vamos torcer para que isto aconteça breve.
    Abraços, Alê

    ResponderExcluir
  8. Muito obrigado galera.
    Tipo, eu fico meio que sem saber pra onde ir. Eu já entreguei esse documento pra alguns governantes que eu achava que iam tentar melhorar alguma coisa, mas infelizmente não deu em nada...Pretento mostrar esse documento pra alguns vereadores e etc, mas mesmo assim fico com certo medo de também não adiantar nada.
    Uma coisa eu sei...Vou continuar divulgando esse documento pra vê se consigo resultados.
    Obrigado pelos elogios. E espero que esse documento mostre pra galera aí a realidade da biblioteca.
    Infelizmente é mais um problema desse cidade que se diz ser uma das melhores de minas..

    ResponderExcluir
  9. Não desista Vinícius!!!
    Veja bem, estamos com uma escola municipal rural, sem telefone fixo ou público ...em frente tem um posto de saúde sem qualquer tipo de aparelho telefônico também... Enviei uma carta a 3 vereadores e a um deputado...recebi resposta de 2 mas nada ainda foi feito...o pior... conversando com outro vereador sobre o assunto, ele teve a coragem de me dizer que esta escola esta para ser fechada... ACREDITA NISSO????
    Difícil Vinícius, mas eu também não vou desistir...tem 36 crianças que dependem desta escola...FECHAR??? pode ser...MAS TRABALHO EU VOU DAR. PODE TER CERTEZA!!!!!
    Alê

    ResponderExcluir
  10. Caríssimos(as),

    Fiquei sabendo hoje, por meio do amigo Flávio de Castro, que a biblioteca pública está sendo debatida aqui no blog. Isso me deixou imensamente feliz, porque vem reforçar uma luta que eu e meus colegas de biblioteca enfrentamos a alguns anos e porque é fato que juntos somos mais fortes.
    Pra quem não me conhece, eu sou Flávia Augusta Alves Ferreira, funcionária concursada da Biblioteca Pública Municipal “Dr. Avellar” a 7 anos e assumi a sua supervisão a 2 anos.
    É sabido que em nosso país as bibliotecas públicas não são prioridade de interesse nem dos que nos governam e nem do nosso povo. Poucos são os que as valorizam e dão a elas a verdadeira importância que merecem.
    E são pessoas como Vinícius e como vocês que nos fortalecem.
    O que acontece é que antes tão pouco se fazia pelas bibliotecas que, ao contrário dos que tem a visão de fora pra dentro, nós que aqui estamos consideramos cada novidade uma vitória.
    Por exemplo, hoje a biblioteca concorre a dois projetos junto ao governo federal, um é o projeto Mais Cultura de Apoio a Bibliotecas Públicas no qual já fomos aprovados nas duas primeiras etapas de avaliação e agora estamos aguardando o início da avaliação conclusiva. Nosso projeto prevê a aquisição de 1000 novos títulos, mobiliário e a informatização.
    O outro é um projeto para que tenhamos um telecentro funcionando aqui dentro.
    Esses projetos trazem um ânimo pra gente de que as coisas estão mudando, que os governos tem pensado mais nas bibliotecas de modo geral, entendem o quero dizer?
    O Vinícius é testemunha da forma sincera e transparente com que eu venho conduzindo a biblioteca. Quando ele me apresentou suas reivindicações, fui muito honesta em responder o que está sendo feito, o que virá a ser feito e o que não poderá ser feito.
    E sempre respondi a ele com franqueza e me baseando na situação atual. Dizer que algumas coisas, no momento, não poderão ser atendidas, não é dizer que não há interesse.
    Mas o mais importante disso tudo é concluir que nós dois compartilhamos a vontade de construir o desenvolvimento desta biblioteca, o que nos difere é a tolerância que temos em relação ao tempo que as coisas irão ocorrer.
    Bom saber saber que mais pessoas compartilham com a gente os mesmos interesses.
    Bem vindos a causa.

    Abraços,

    Flávia

    ResponderExcluir
  11. Ramon,

    A ligação caiu e eu queria também te contar que Rafaela foi aparovada na PUC e te agradecer porque vc e os demais professores do cursinho também fazem parte desta vitória.

    Forte abraço,

    Flávia

    ResponderExcluir
  12. Flávia,
    grande abraço e obrigado pelos esclarecimentos. Fico no aguardo de mais informações para fazer um post em separado ou ampliar o post atual. Infelizmente a bateria do meu celular acabou enquanto conversávamos e eu estava já por iniciar uma aula que foi até às 22:15. E obrigado também pelas notícias da Rafaela, vou distribuir os abraços por lá.
    Abração aí para todos.

    ResponderExcluir
  13. Caro Ramon - Como sempre, que bom que você está divulgando esta
    carta apelativa acerca desta questão que de fato interessa a todos.
    Não conheço o Vinícius pessoalmente mas, quero parabenizá-lo pela
    grande contribuição cidadã que presta à cultura e a educação da
    nossa cidade. O desenvolvimento de uma cidade pode ser mensurado
    pelo conjunto de espaços públicos destinados para o aculturamento
    de sua gente. E a Biblioteca pública é um espaço que merece a
    imprescíndivel atenção. Apenas, para relembrar um passado recente da
    politica de nossa cidade, o PPS de Sete Lagoas tem registrado em seu
    programa de governo a ampliação destes espaços com a implantação de
    bibliotecas nas regionais leste, oeste - norte, sul da cidade.
    É claro que estamos nos reportando a uma proposta maior de criação
    das administrações regionais na cidade. Entendemos que a universalização
    da educação passa necessariamente pelo acesso aos livros.
    Atenciosamente - Caio Valace - PPS Sete Lagoas.

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.