As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

A nota da UFMG comentada

(ATENÇÃO ESTA POSTAGEM REFERE-SE AO VESTIBULAR UFMG 2012. A UFMG JÁ CORRIGIU A FALHA PARA O SEU VESTIBULAR 2013)
Para o vestibular 2013 acessem: http://ramonlamar.blogspot.com.br/2012/11/conversao-das-notas-do-enem-2012-para-o.html

Um candidato escreveu para a UFMG sobre a questão da conversão das notas do ENEM e recebeu o seguinte comunicado. Em vermelho, meus comentários:
Prezado(a) candidato(a),

Esclarecimentos sobre a conversão das notas do ENEM na nota da primeira etapa da UFMG no Vestibular 2012.

Conforme nota técnica divulgada pelo INEP, as provas objetivas do ENEM são corrigidas pela Teoria de Resposta ao Item (TRI) e uma das características dessa metodologia é que não é possível, a priori, determinar um limite inferior ou superior para cada área do conhecimento avaliada. (Exatamente: não é possível a priori determinar o limite máximo, como a UFMG fez ao divulgar sua fórmula onde propôs o máximo em 919,1475. Está aí o erro que deu origem a todo o problema.) Diferentemente de uma prova comum, a nota do ENEM, em cada uma das quatro áreas avaliadas pela TRI, não representam simplesmente a proporção de questões que o candidato acertou na prova.
A nota obtida depende, além do número de questões respondidas corretamente, também da dificuldade das questões que se erra e se acerta e da consistência das respostas. Com isso, candidatos que acertam o mesmo número absoluto de itens podem obter médias de desempenho distintas. Os valores máximos e mínimos de cada prova irão variar conforme as características dos itens selecionados para compor cada teste. (Contudo, nem acertando todas as questões o candidato fica com nota máxima, pois a nota final também depende do desempenho dos demais candidatos - isso eles esquecem de falar.) No ENEM, somente a prova de redação tem esses valores pré-determinados, uma vez que a correção não é feita com base na Teoria da Resposta ao Item. (Quanto à correção da prova de Redação do ENEM é melhor nem falar nada mesmo. É tão boa que a própria UFMG a excluiu da sua primeira etapa. E ainda por cima introduziu uma prova de português/literatura na segunda etapa de vários cursos para ver se amenizava o problema.)
A fórmula de conversão utilizada pela UFMG no Vestibular 2012 baseou-se em uma técnica padrão da área de medidas educacionais, denominada "Equipercentile". Nesse Vestibular a prova de Redação do ENEM passou a compor a segunda-etapa do concurso e a nova fórmula desenvolvida deve ser aplicada na média aritmética das quatro provas objetivas do ENEM (Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, Linguagens Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias).
É importante ressaltar que a função matemática adotada pela UFMG é crescente no intervalo [0; 919,1475]. Isso garante que se um candidato "A" obteve no ENEM uma pontuação superior à de um candidato "B", após a conversão a nota do candidato "A" continuará sendo superior à nota do candidato "B". (A funçao matemática é crescente, mas não é linear. Ou seja, média 300 no ENEM dá apenas 13 na nota da UFMG, média 600 no ENEM resulta em 28 e média 900 resultaria em 63,2. Observem que há um crescimento acima da proporção direta de uma nota para outra exemplificada. Contudo a nota média máxima possível no ENEM deste ano foi 852,2; que convertido pela fórmula da UFMG dá apenas 61,35. Já o bônus de 10 ou 15% é concedido linearmente. Apenas quem possui o bônus pode alcançar nota acima de 61,35. Ou seja, o que é impossível para os candidatos sem bônus é factível para quem o tem. Eu mesmo, se estivesse inscrito e tivesse direito ao bônus, teria alcançado 64 pontos, já que minha média no ENEM foi 780. Sei que é difícil para a maioria das pessoas entender esses conceitos matemáticos de proporção e linearidade, mas tenho certeza que o pessoal da estatística e matemática lá na UFMG entendeu. Só não podem - ou não querem - fazer nada.)
A UFMG divulgou a fórmula de conversão das notas do Vestibular 2012 com a publicação do edital do Vestibular. Isso permitiu que, no ato da inscrição, o candidato tivesse ciência da conversão que seria utilizada, dando assim transparência ao processo. (Isso é o quê o "Direito do Consumidor" chama de cláusula leonina no contrato. Praticamente impossível para os candidatos perceberem tal discrepância em meio àquela fórmula. Trasparência não é sinônimo de justiça. Justo seria modificar a fórmula, emitir nova relação de aprovados e convocar emergencialmente os que foram prejudicados, sem excluir ninguém da lista já divulgada pois não têm culpa do erro.) O edital prevê um limite máximo de 64 pontos na primeira fase do concurso, não podendo, em nenhum caso, ser ultrapassado. No entanto, é impossível garantir que algum candidato vá alcançar o total de 64 pontos, uma vez que isso dependerá dos itens selecionados para compor as provas do ENEM e do desempenho dos candidatos nas mesmas (e dos acertos dos demais candidatos). (Só que o candidato abonado pode atingir 64. O não-abonado só pode atingir 61,35, mesmo acertando todas as questões. E há também a questão dos eliminados, nos cursos menos concorridos que não atingiram 17 pontos pela mesma razão.)
Em caso de dúvidas ou para maiores esclarecimentos, favor entrar em contato pelo telefone (31)3409-6700.
Atenciosamente,
Coordenadoria de Apoio ao Candidato (Apoio ao Candidato?)
Comissão Permanente do Vestibular - UFMG

Um comentário:

  1. Engraçado, eu entrei em contato com eles também e recebi a mesmíssima resposta. Mas parece que não tem jeito vai começar amanhã assim mesmo. Só quero ver se alguém vai protestar depois das provas.
    Abraço!

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.