As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

domingo, 8 de agosto de 2010

Mais uma tragédia no Córrego do Diogo

No post de 22 de junho último, comentando sobre o IMMAC (clique aqui), escrevi sobre as tragédias que ainda ocorreriam no Córrego do Diogo, uma vez que a construção das necessárias muretas que evitariam a queda de veículos foi preterida pelo ridículo Boulevard.
Acho que está na hora das famílias de Marco Antônio Andreata, Kelly Cristina Coelho Fernandino e Priscila Luciane Estevam cobrarem uma explicação dos responsáveis pela construção do Boulevard. Por que gastaram R$ 900.000,00 (é esse mesmo o valor que informaram ter sido gasto no Boulevard, né?) do dinheiro que dizem escasso e é proveniente dos abusivos impostos cobrados de todos nós naquela obra estúpida, em vez de construírem as muretas que salvariam essas três vidas?
Marco Antônio, Kelly e Priscila faleceram na madrugada do último dia 31 quando o motorista perdeu o controle do carro e o veículo caiu dentro do córrego, próximo à garagem da Turi.
Envio meus sentimentos às famílias. Sentimentos de um professor que num famoso acidente viu a vida de um jovem ex-aluno, o Jomar do Carmo, ser finalizada de forma trágica, devendo ter servido de exemplo. Mas as nossas autoridades são insensíveis, preferem as obras faraônicas e imbecis às obras simples e necessárias. E ainda tiveram a falta de respeito de batizar o Boulevard com o nome do Jomar, mesmo sabendo que as mortes ainda continuariam naquele córrego. Resta-nos o pranto, mas resta-nos também a indignação, a memória e a obrigação de exigir que essas mortes tenham fim.


Recuperar o Córrego do Diogo e construr as muretas protetoras.
É pedir muito?

Espero ainda que as mortes não sirvam como desculpa para num ato ainda mais mirabolante cobrirem todo o córrego com cimento. Matar um córrego, como já mataram o Boqueirão, é mostra de total incompetência em tempos de luta por um ambiente saudável. Cubram os córregos, assoreiem as lagoas e depois soframos todos com o ar isento de umidade. Matem-nos um pouco a cada dia.

Foto e Texto: Ramon Lamar de Oliveira Junior

3 comentários:

  1. Ramon,

    Concordo com tudo que disse, mas também tem um porém além do córrego ser tratado como a latrina da cidade. No local do Bulevard, poderia servir de estacionamento de veiculos pequenos que seja para comprar passagem para viajar, pois na rodoviária não tem. E quem ficaria sentado ali feito um idiota num solão desgraçado apreciando a fétida paisagem de que?
    Outra coisa, quando estava no transito ganhei algumas regulagens em semáforos, sincronizando-os. Pois tive de pedir encarecidamente as pessoas responsáveis para desregular tudo de novo, como estava antes pois o nivel de acidente aumentou tipo quase 300%.
    A velocidade que as pessoas imprimem no local, inclusive ônibus e caminhões é uma coisa barbarizante, se quiser ver um dia preste a atenção. Isso não quer dizer que foi a causa mortis, pois sei que uma foi afogamento.
    Então pensei em colocar redares no local, mas prefeito nenhum gosta disso, mas a falta de educação na cidade principalemente na Norte Sul e Castelo Branco é demasiada. E depois das cameras do Olho Vivo, a policia sumiu da rua, principalmente no centro, como que uma camera fosse prender um ladrão de bancos.
    Mais pessoas infelizmente poderão morrer, pois o nosso Marochelo (cruzamento) anda devagar pra caramba e o antecessor era muito "esperto" tipo Schumacher... Vai compreender...

    ResponderExcluir
  2. Chicão,
    a praça ao lado da rodoviária poderia perfeitamente ter sido adaptada com algumas vagas para a rodoviária sem precisar de "boulevard" ou coisa do gênero. A praça hoje está destruída (novidade, né?) e servindo apenas para... bom, você sabe o quê.
    Abração.

    ResponderExcluir
  3. Só para completar, a referida praça tem 80 metros de comprimento, ou seja, vagas em 45 graus suficientes para uns 20 carros. Sem avacalhar mais ainda com o córrego e sem gastar R$ 900.000,00.

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.