As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Lixeiras no papel e o papel das lixeiras

- Jogue o lixo na lixeira.
- Mas cadê a lixeira?

(A) - Ah, até que tinha lixeira aqui, mas foi depredada.
(B) - Lixeira só tem no centro da cidade, aqui é bairro, não precisa. (???)

(C) - Estamos fazendo uma licitação para ver qual empresa venderá publicidade nas lixeiras. (???)

(D) - O gato comeu!!!

(E) - Lixeira? O que é isso?

Quando vejo iniciativas de colocação de lixeiras nas calçadas, já tenho, admito, um preconceito: serão lixeiras de péssima qualidade, de manuseio complicado para esvaziamento, frágeis, com o único objetivo de colocar uma publicidade. Ou então serão lixeiras para lixo reciclável, coloridas e bonitinhas... aí o caminhão do lixo vem e junta tudo na caçamba.
Recentemente, li sobre um projeto de lei em discussão ou aprovação na Câmara Municipal sobre lixeiras para lixo reciclável. Aliás, dois projetos, um vinculando a panfletagem nas ruas à instalação das tais lixeiras. Só temo que, no final das contas, fiquem como as da foto abaixo.

Lixeiras no centro da cidade (final da Monsenhor Messias).
Eram coloridas e para lixo reciclável.
Como não há uma coleta seletiva
eficiente, estão todas verdes.
Será que um dia a ideia amadurece?

Por que não tentamos coisas diferentes, mais inteligentes? Veja na foto abaixo uma lixeira, colocada pelo próprio lojista, em sua calçada. Onde? Holambra, SP.

Lixeira em Holambra, SP.

Quem sabe não estamos precisando de iniciativas como essa? Na próxima semana, colocarei uma dessas na frente da minha escola (Núcleo de Aprendizagem) na Rua Monsenhor Messias. Orientarei o porteiro para só deixá-la na calçada quando ele estiver efetivamente na portaria. Ao fim do dia, transfere-se o lixo para um saco plástico para recolhimento. Vamos tentar. Depois eu conto os resultados.

Texto e fotos: Ramon Lamar de Oliveira Junior

PS.: A lixeira foi colocada na frente do Núcleo De Aprendizagem e está sempre disponível quando o porteiro se encontra na frente do prédio. O resultado foi excelente. Outros comerciantes da região central também adotaram o mesmo esquema, como a Loja Beco, também na Monsenhor Messias. (26/03/2013)

3 comentários:

  1. "Será que um dia a ideia amadurece?" Não sei se entendi direito mas eu ri hehe.
    Quanto a questão da lixeira, boa iniciativa, mas como você disse só mesmo quando estiver vigiada, caso contrário encontrará um sócio de lixeira facilmente...

    ResponderExcluir
  2. O amadurecer era esse mesmo. Riu na hora certa.
    Ah, sim, por enquanto lixeira só vigiada.
    Abração!!!

    ResponderExcluir
  3. A lixeira já está lá e está dando muito certo. Um saco de lixo de 50 litros por dia está sendo recolhido.

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.