As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

domingo, 1 de maio de 2011

Ginásio Coberto: reforma para inglês ler!

Foi anunciado (clique aqui para ver uma reportagem) que o Ginásio Coberto entraria em obras no dia 21 de março último para reformas. Bacana, legal! Eu mesmo sou grande defensor do Ginásio Coberto e minha escola já patrocinou equipes de esporte especializado (em especial o voleibol feminino, do querido e competente técnico Marcão). Sei das necessidades dos atletas e dos técnicos (na maioria das vezes sem remuneração compatível com a grandeza do trabalho que realizam), que colocam ano a ano os times nas finais do JIMI.
Hoje, dia do trabalho, eu estava fotografando as árvores da praça da feirinha (Dom Carmelo Mota) e aproveitei para conferir como andam as obras do Ginásio Coberto, uma vez que de fora não se percebe obra alguma. Arrumei uma fresta e observei lá dentro como andam as coisas. Tirem suas próprias conclusões, ok?






Fotos tiradas hoje: primeiro de maio de 2011.
Fotos e texto: Ramon Lamar de Oliveira Junior

10 comentários:

  1. Ramon.

    Absolutamente nada foi feito no ginásio até agora. Como usuário de anos, que também foi desalojado, tenho acompanhado de perto a evolução (???) da coisa.

    A pergunta que todos os usuários têm feito é: se não iam começar de imediato, porque desalojaram todo mundo? A notícia mais fresca é que a obra começa esta semana. Será?

    Na minha opinião o motivo da desocupação antes de qualquer obra foi outro. Acredito numa interdição, já que uma vistoria séria do Corpo de Bombeiros facilmente fecharia o local.

    Um destaque merece ser feito, para não ser injusto. Apesar de despejar todas as modalidades que normalmente faziam uso do ginásio sem previsão de retorno, a Secretaria de Esportes disponibilizou horário para todas elas no ginasio do bairro Nova cidade.

    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Quando você patrocina um time de esporte especializado, você percebe que as carências são muitas e a principal delas é dinheiro. Muitos dos atletas sequer podem comprar um tênis mais-ou-menos. É uma luta.
    Espero que a Secretaria de Esportes tenha se lembrado disso e disponibilizado vale-transporte para os atletas carentes.
    Abração e obrigado pela informação!

    ResponderExcluir
  3. Ramon.

    Você sabe o porquê deste ginásio ainda estar de pé? De ter resistido à sanha tratorística de Cecé que derrubou o Sete Lagoas TC, incluindo árvores como um ipê amarelo e uma figueira-brava que lá exisitam? Ele ia pro chão junto com todo o resto do clube.

    ResponderExcluir
  4. Frederico, não sei. Mas acho que você tem uma boa história para nos contar. Manda!!!

    ResponderExcluir
  5. Dentre os usuários deste ginásio, que inclui todo o esporte especializado da cidade, que luta como pode pra existir, há uma turma de pelada de futebol de salão (hoje é futsal, né?), que há uns 30 anos, religiosamente, usa suas dependências nas manhãs de sábado. É conhecida como a Pelada Sabatina dos Advogados.

    Com tanto tempo de existência, ela reuniu e ainda reúne diferentes gerações de peladeiros. Uma tradição desta pelada é o churrasco de confraternização que se segue à atividade esportiva. Na época da Praça de Esportes, este churrasco era feito dentro das dependências do clube, debaixo da fiqueira-brava que ficava ao lado da piscina semi-olímpica que lá existia. Esta figueira fantástica, que pessoalmente nunca vi outra, foi-se embora com o SLTC. Assim como o majestoso ipê-amarelo que ficava na esquina do clube, no encontro de José Duarte de Paiva, Professor Abeylard e a Praça
    Dom Carmelo. Se a ideia era fazer uma grande praça, como fizeram, não entendo porque derrubaram estas árvores. Os tratores do então prefeito Marcelo Cecé, derrubaram tudo.

    Bom... voltando ao ginásio, com os contatos que os diversos membros da pelada tinham e têm na cidade, descobriram que a ordem de demolição do ginásio, único público da cidade, já estava pronta e assinada. Ele viria abaixo como o resto do clube.

    Mas advogado, você sabe como é. Eis que o Sr. Darwin Sandino de Castro, o membro mais antigo da pelada (em todos os sentidos, rsrsrs) e ainda frequentador da mesma, conhecido de muitos na cidade, entrou com uma ação no apagar das luzes. Foi concedida então uma liminar que proibia a demolição do ginásio e seu uso por atividades não-esportivas enquanto o município não disponibilizasse outro à população. E ela foi fielmente cumprida. Só caiu quando, depois de muitos anos, a prefeitura construiu o ginásio ao lado do antigo aeroporto.

    Ao longo destes anos o poder público praticamente virou as costas ao ginásio. Todas as reformas e manutenções, boas ou más, pequenas ou grandes, eram feitas graças a vaquinhas dos esportistas que usaram o ginásio. Recentemente, coisa de uns 3 meses antes do fechamento, a prefeitura deu um trato na combalida iluminação do ginásio.

    Gente como o Darwin - responsável direto - os peladeiros do futsal, o Marcão, do Volei, o Gute, do Basquete e muitos outros que fazem do ginásio a sua casa, são os culpados pelo ginásio coberto Dr. Márcio Paulino ainda existir.

    Espero que a prefeitura realmente revitalize este espaço que, com todos os seus problemas ao longo destes anos, ainda é a referência do esporte espcializado na cidade.

    Abraço.

    E foram anos assim.

    ResponderExcluir
  6. Valeu, Frederico.
    Esse post vira então um documento em homenagem àqueles que salvaram o Ginásio Coberto. Se tiver uma foto da turma reunida, manda aí! Vai merecer um post especial.
    Grande abraço!!!

    ResponderExcluir
  7. O mais engraçado pq. não dizer trágico é que o nosso prefeito atual, Sr. Marocas, foi atleta do SLTC por muitos anos na parte de futsal e vizinho da Praça de Esportes, portanto deveria como autoridade mor do município, zelar por suas promessas e tentar pelo manos uma reforma no ginásio, já que talvez não possa transformá-lo em um ícone contra a safadeza e desmazelo que o município e ex-prefeitos fizeram e destrataram com o mesmo.
    Dentre as manifestações anteriores, não sei se citaram que o ginásio seria transformado em um Mcdonalds por um senhor ex-alcaide corrupto.
    Mas o nosso guardião da lei o Sr. Darwin Sandino de Castro não deixou.

    ResponderExcluir
  8. Caro Prof. Chicão.

    Lembro bem desta conversa sobre o Mc Donalds, só não sei se era verdade ou se era "lêndia e fricção".

    ResponderExcluir
  9. Vou procurar as fotos...
    Não temos estas de 30 anos...mas tenho umas em que a Ruanny tinha uns três anos (então, a foto tem mais ou menos 19 anos) junto com Darwin Sandino, Geraldo Barros, Silso, Celso, Wagner, Pico, Maurício, Fernando Roque, Robertinho entre outros que não me lembro agora (perdoem-me)...De vez em quando, as esposas passavam por lá (eu,para deixar a Ruanny que acabava sendo olhada por todos). Éramos recebidas com o barulho da "sirene" pelos outros colegas... lembro-me disto.
    Abraços a todos, mas principalmente ao Darwin, que sempre foi um exemplo de vida para todos nós que de uma forma ou de outra, fizemos parte desta história.
    Com carinho,
    Alessandra

    ResponderExcluir
  10. Aliás, Frederico, o que tem de "lenda urbana" em Sete Lagoas é uma enormidade. Do rio subterrâneo a tumores cerebrais do tamanho de um limão... ou era de um amendoim?

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.