As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

NOVO ENEM: PROIBIDO USAR LÁPIS E BORRACHA

Já comentei aqui e aqui sobre o NOVO ENEM. Pareço estar pregando no deserto... só pode. E agora vem o melhor, o suprassumo, a quintessência da insensatez. É PROIBIDO USAR LÁPIS E BORRACHA NA PROVA DO ENEM 2010! Taí a imagem, do comprovante de inscrição. Não é boato, não é invencionice, não é lorota. A turma do MEC/INEP pirou de vez!

[CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR]

Só para refrescar a cabeça, são 180 questões (90 por dia) e uma redação (no segundo dia). São 45 questões de ciências da natureza e 45 questões de ciências humanas no primeiro dia e 45 questões de português/língua estrangeira, 45 questões de matemática no segundo dia e uma redação. O tempo para cada questão (incluindo a transcrição do gabarito é de 3 minutos) e o tempo da redação é de uma hora. Agora, imagine fazer isso tudo a caneta (e preta, ainda por cima, pois é a cor permitida).
Abaixo, dois exemplos de questões da prova de 2009 que são ótimas para resolver a caneta em 3 minutos:
[CLIQUE NAS QUESTÕES PARA AMPLIAR]

Acho que posso rasgar meu diploma de licenciatura em biologia. Afinal de contas, na Faculdade de Educação da UFMG eu nunca vi ninguém orientar a fazer prova desse jeito.
Já posso até imaginar as instruções para o próximo ENEM: o candidato deverá  comparecer de toga branca e sem roupa íntima, os cabelos devem ser raspados com máquina 2 e as unhas devem ser aparadas no toco, os molares devem ser removidos e uma ressonância magnética será feita em todos os candidatos durante a prova (nos dois dias).

Texto e indignação: Ramon Lamar de Oliveira Junior

30 comentários:

  1. Lembro-me de que, enquanto cursava o terceiro ano do Ensino Médio (1999), o ENEM nascia. Recusei-me a fazer as provas (já tão "almejadas"!), contrariamente à maioria, que sei-lá-por-que-cargas-d'água resolveu se inscrever... [Bem, novidades atraem, sempre!]
    Hoje posso (e devo) dar o meu depoimento a partir do acompanhamento dessa trajetória catastrófica (ENÊÊÊMMM!).
    Já não compreendo mais o(s) sistema(s) de avaliação! [Seja lá o que for! Ensino Fundamental, Médio, Superior, "Pós(?)", et cetera e tal!]
    Perdi o fio da meada.
    Tudo é questionável e duvidoso quanto à Educação no Brasil.
    Educação? Que Educação é essa, que se restringe à confiança tão-somente no uso da caneta-permanente-e-firme?! [Isso dá uma grande metáfora!]
    Ora, lápis e borracha são elementos imprescindíveis a qualquer tipo de elaboração, seja textual, "rascunhal", artística! São FUNDAMENTAIS! Uê... A gente não aprende o "be-a-bá" assim?!
    Caramba, a atual sociedade anda desconfiando até mesmo daquilo que a gente carrega de mais precioso: a natureza humana.

    Diria o Paulo Leminski:
    "tudo dito,
    nada feito,
    fito e deito"

    Será?

    ResponderExcluir
  2. Feérica Lucidez!!! Parabéns pelo comentário. Nem feito a tinta preta (no branco) ficaria tão bem delineado.

    ResponderExcluir
  3. Eu tô assim... desesperada!!! Gente, eu estudei esse tempo todo, tô me matando aqui pra conseguir passar, e nos falam isso! Eu tô realmente muito desesperada, no dia da prova, eu vou pedir 10 folhas de rascunho, no 2º peço mais, pela redação! De onde veio essa idéia? Aposto que quem inventou isso, nunca fez prova né?


    Não consigo compreender... isso é medo de cola? Mas que medidas mais idiotas e sem fundamento!

    ResponderExcluir
  4. Sofia, desesperar jamais!!! Vamos usar nossas ferramentas: estou usando o blog, twitter, orkut e e-mails para pedir a revogação dessa maluquice. Vamos lá!!!

    ResponderExcluir
  5. "Já posso até imaginar as instruções para o próximo ENEM: o candidato deverá comparecer de toga branca e sem roupa íntima, os cabelos devem ser raspados com máquina 2 e as unhas devem ser aparadas no toco, os molares devem ser removidos e uma ressonância magnética será feita em todos os candidatos durante a prova (nos dois dias)" kkkkkkkkkkk...

    Agora, eu entendi errado ou eles proibiram levar lápis e borracha?? Não pode nem fazer conta/rascunho a lápis mais??

    ResponderExcluir
  6. Igor, você não entendeu errado. Nada a lápis. Nem pode levar!!!

    ResponderExcluir
  7. Mandei reclamações sobre a proibição do uso de lápis e borracha no ENEM 2010. http://www.inep.gov.br/institucional/faleconosco.htm

    Tô tentando espalhar isso e uma tag no twitter. Mas tem MUITA gente que se quer leu o comprovante e nem sabe da proibição.

    ResponderExcluir
  8. Sofia, tem horas que eu até perco a paciência de lutar pelo direito de outros. A maioria é desinformada e nem viu nada no comprovante de inscrição. Dureza. Que tag você criou?

    ResponderExcluir
  9. Ramon,

    Nunca vi coisa tão intrigante. Estou, há horas, tentando pensar um motivo, torpe que seja, que justifique essa maluquice e não consegui chegar a nada. Nunca imaginei que singelos lápis e borrachas pudessem oferecer riscos a qualquer coisa...

    Abs, Flávio

    ResponderExcluir
  10. Fuzilo o papel com lápis e borracha e não abro mão disso!
    Será possível que rabiscos ofereçam algum risco?

    ResponderExcluir
  11. É um absurdo o que estão fazendo com os estudantes,

    estou cada vez mais triste com o ensino do Brasil.

    Ainda pior a maioria da popoulação,está de acordo.,não fazem nada,o povo

    tem que aprende a lutar pelo seus direitos(pelomenos a tira vantagem,já que estamos na epoca da eleições).

    ResponderExcluir
  12. Falou e disse tudo!
    Quando vi a matéria no jornal que não poderia usar o lápis, não sabia se eu ria ou se ficava estática.
    Acho que pratiquei a primeira no susto e a segunda como reação da notícia.
    Ok, agora o que você me diz?
    Lápis = madeira e grafite... o que isso pode te ajudar ou prejudicar na hora da PROVA?
    ME RESPONDA, se puder neh oO

    não entendo mais nada auahsuahsu'
    adorei o texto ;D

    ResponderExcluir
  13. Olá Professor, encontrei seu Blog devido a esse absurdo que a organização da prova do ENEM está fazendo contra os estudantes. Tentei escrever uma mensagem para o INEP, no fale conosco mas não consegui por erros no site.estou tentando mobilizar colegas, professores para nos manifestarmos, levantarmos nossa voz. Que eles possam saber que nós estudantes temos pensamos e temos força.não consigo conceber um lápis e uma borracha fraudando uma prova! ME diga como faço pra assinar o "abaixo assinado" contra a proibição do lápis e borracha ( e relógio!- gente até numa UTI é obrigatório a instalação de um relógio pra o paciente se situar após despertar da sedação!que dirá durante uma prova?!)

    ResponderExcluir
  14. Rafaella, em primeiro lugar obrigado pela visita!
    Não há "abaixo assinado", que eu saiba. Estamos tentando enviar mensagens via twitter ou e-mail. Infelizmente, muitos estudantes não se aperceberam do problema e ficam discutindo irrelevâncias no twitter ("não vou fazer prova perto de casa" ou "meu cartão já chegou"). Uma pena!
    Vamos tentar mobilizar e eu acho que todos os candidatos poderiam pedir a liberação do lápis e borracha. Uma maneira é pressionar os aplicadores e coordenadores no primeiro dia de provas, pois no segundo dia, sem lápis e borracha é praticamente impossível.
    Obrigado pela visita. Agite daí que estamos agitando de cá. E volte muito!
    Abração.

    ResponderExcluir
  15. Já achava ruim e cansativo fazer o enem, por isso eu ia rabiscando a prova inteira com a lapiseira!
    Agora, nem isso mais eu vou poder fazer! Ainda bem que existem faculdades que não aderiram ao enem!

    ResponderExcluir
  16. Provavelmente a madeira dos lápis, possam criar alguma mega conexão "láborrtooh" (Lápis+borracha+Bluetooh) e enviar a resposta por um micro chip, instalado na ponta do lápis, este capaz de resolver completamente a prova e enviar nossas respostas ao neurônios, para que o mesmo envie mensagens necessárias ao nosso sistema nervoso, para que possa conduzir todo o sistema muscular-esquelético, para que possa direcionar sua resposta para correta;

    ResponderExcluir
  17. Hoje, xinguei muito no twitter (hasuhuaashua) sobre esse assunto. Realmente, é um absurdo não poder levar lápis, nem borracha, acho que até a régua seria importante. Se querem segurança, invistam em equipamentos e valorizem os funcionário para que eles não se corrompam; mas tirar o direito de nós, alunos, fazermos uma prova com um pouco de condições, porque além de não podermos usar esses instrumentos, aqui em Belém, a prova será 12h, em um "calor maravilhoso".
    Com essas imposições daqui a pouco, passaremos em uma máquina de raio-x. Se bem que, é preferível passarmos por uma máquina de raio-x, do que não levar materiais necessários para a resolução de uma prova.
    Apesar de tudo isso, espero que sejamos bem sucedidos no ENEM.
    abraços.
    Carol (@lainycarollyne) - Belém.

    ResponderExcluir
  18. Abraços, Carol! Eu fico imaginando o sofrimento de vocês aí, realmente vai ser uma peleja. Vamos continuar cutucando o INEP nos e-mails, nos blogs... para ver se eles caem na real.

    ResponderExcluir
  19. Boa noite mestre... Assim como o senhor também sou professor e fiquei chocado com essa decisão insensata do INEP, não consigo me imaginar fazendo uma prova sem um lápis, que dirá um aluno do ensino médio durante uma prova com o peso do ENEM.

    Decisão débil, me desculpe a palavra, mas só encontrei essa para definir tal situação.

    Abraços e vamos lutar pelos nossos alunos.

    ResponderExcluir
  20. Elaine Menezes - Belém/PA
    Não vejo porque a proibição de lápis e borracha na prova do enem.Isso é um absurdo! Além de ter que resolver um considerável número de questões no 1º dia; mais 90 questões e redação, no 2º dia; fora o cansaço mental e tempo desumano; é inadmissível fazer os cálculos mais o rascunho de redação a caneta! Massacre ou prova? E assim é o considerado melhor método de avaliação... Se querem segurança, que utilizem critérios mais sensatos! Que o MEC/INEP utilize seus deveres de protecionismo e,contudo, não prejudique nossos direitos como alunos!
    Ah, e como não poder utilizar relógio? Será horrível poder controlar o tempo de prova por meio dos fiscais...
    Espero a equipe do MEC/INEP mude de opinião antes da realização das provas, nesse final de semana! Apesar dessa injustiça, desejo uma boa prova a todos nós!

    ResponderExcluir
  21. Sinceramente eu não entendo que medida mais louca é essa, porque não podemos usar lápis e borracha, e o pior de tudo é que não há uma explicação plausível para isso.
    O pior é que somos obrigados a aceitar isso sem reclamar, porque se criar caso durante a prova é colocado para fora e ainda pode ser preso.

    Eu pergunto, será que o Ministro da Educação quando fez vestibular passou por isso?

    ResponderExcluir
  22. Olá..o>
    bem pessoal..eu sou estudande de Campina Grande na Paraíba..aqui nós iremos levar lápis e borracha sim! o máximo que irá acontecer é que perderemos os mesmos..mas não deixaremos de lutar contra esse absurdo! Lembro que o cartão de inscrição do enem passado tinha as mesmas instruções sobre borracha, lapiseira, enfim..na hora a fiscal falou que não podia usar e todos na sala usaram..sei que esse ano a fiscalização tá mais rigorosa porém problema deles..eu vou levar TUDO!

    ResponderExcluir
  23. Eu ainda não entendi essa decisão, só queria que um desses que estão decidindo nosso futuro fizesse a prova nas mesmas condições que a gente, inclusive com a pressão que há sobre nós, e depois veríamos o resultado. Como se não bastasse a dificuldade da prova, pois cá entre nós, ela parece que foi feita para alunos de escola particular... a nós de escola pública, não nos resta nem mais rabiscar e apagar, rabiscar e apagar, rabiscar e apagar pra tentar chegar a uma conclusão... é o fim !

    ResponderExcluir
  24. Gente isso é muita mauquisse!!se ano passado q nos fizemos com relogio,lapis e borracha não deu tempo imagine com nada disso!!È LOUCURA!!!!!td isso é por que noss precisamos de uma vaga!!
    imaginem com vai ser o Enem ano que vem??!!

    ResponderExcluir
  25. Fala sério. Além do estudante já estar nervoso com a prova tem mais essa. Quando minha irmã falou me recusei a acreditar, achei que iriam mudar isso. Mas não... Existem paspalhos demais com idéias absurdas que NUNCA devem ter feito uma prova na vida. Queria ver o ser pensante que resolveu fazer isso fazer uma prova, com contas, redação só com caneta, sem poder apagar as contas erradas e reescrever a redação sem ficar confusa depois. E depois não querem que o aluno chute as questões.

    ResponderExcluir
  26. Por favor, Paula.
    Recoloque o comentário sobre a petição pública. O sistema travou na hora de aceitá-lo e ele se perdeu.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  27. O pior de tudo é que eles ganham aos tubos para chegar a essa conclusão. Esquecem de fiscalizar a impressão das provas e um gaiato as furta.
    Graças a Deus, nunca tive de fazer essas porcarias, minha geração foi excluída de morrer de raiva estudando babaquices para fazer provas sobre baboseiras e tirar uma nota chinfrim.
    Preferiria ser internado em manicômio a ser obrigado a fazer uma mer (cadoria) da desta.
    Nem no governo militar, em plenos anos de chumbo, o brasileiro se viu tão aviltado em seus direitos e deveres. Volto a frisar alguém deve estar ganhando bilhões com essas porcarias. Será que ficaram no lugar das pirâmides?

    Chicão

    ResponderExcluir
  28. Eu achei isso uma palhaçada. Ano passado fiz o Enem e minha prova ficou uma bagunça. Esse ano farei de novo o Enem e o vestibular na UFG (Universidade Federal de Goiás) e acabei de descobrir que no vestibular da UFG não vai poder usar lápis nem borracha igual no Enem. É pra acabar! Agora essa - péssima - moda pegou. O jeito agora é treinar bastante em casa pra não errar na hora da prova.

    ResponderExcluir
  29. Estou muito longe das provas de vestibular, pois a fiz em 1986. Mas sou a favor! Sou prof universitário federal e há mais de 10 anos proíbo o lápis em provas. Geralmente dou 5 questões discurssivas a serem desenvolvidas em 80 minutos. A caneta! Preta ou azul, pois uso vermelha pra corrigir e verde na revisão. Quem sabe sabe, não precisa de rasculnho (que eu até permito em folha a parte anexada à prova), mas não dá tempo de fazer e depois "passar a limpo". Evita também que os alunos troquem as provas entre si. Numa turma de 80 alunos imaturos (2ª período de medicina) estas regras são fundamentais para se evitar fraude.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colega, respeito a sua opinião. Mas uma coisa é exigir de universitários, outra é de postulantes a universitários. Uma é numa disciplina do curso de medicina (qual seria?), outra é numa prova de matemática com 45 questões para serem resolvidas com 3 minutos por questão incluindo o tempo de transcrever o gabarito. Rascunho em matemática é importante, uma coisa é uma coisa... outra coisa é outra coisa.

      Excluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.