As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

terça-feira, 19 de março de 2013

Primeiro é um banco da praça...

Na primeira noite eles se aproximam
e roubam uma flor 
do nosso jardim. 
E não dizemos nada. 
Na segunda noite, já não se escondem: 
pisam as flores, 
matam nosso cão, 
e não dizemos nada. 
Até que um dia, 
o mais frágil deles 
entra sozinho em nossa casa, 
rouba-nos a luz e, 
conhecendo nosso medo, 
arranca-nos a voz da garganta. 
E já não podemos dizer nada. 
(Trecho de poema de Eduardo Alves da Costa, 1936)

Já publiquei quatro vezes sobre a TEORIA DAS JANELAS QUEBRADAS. Para quem quiser entendê-la (acho bom) basta ler o primeiro link (clique AQUI). Mas pode ver as demais AQUI, AQUI e AQUI. Costumava demorar um mês ou dois antes que alguém da prefeitura percebesse o problema e tomasse uma atitude.
Agora temos uma historinha do mesmo tipo na Praça da Feirinha (Dom Carmelo Motta). Primeiro foi um banco arrancado. Depois o segundo e o terceiro... na mesma "rua" da praça. Vamos esperar arrancarem todos? Ou já podemos fazer alguma coisa?

O primeiro banco arrancado. Já está assim faz tempo. Hoje ainda havia um pedaço de lixeira sobre ele, como se fosse um túmulo. Nem vou comentar da poça de água que ali é constante.
O segundo banco arrancado...
... e o terceiro banco. Todos na mesma "rua" da praça.
Fotos: Ramon Lamar de Oliveira Junior

3 comentários:

  1. Quanto à poça de água... e a dengue... já viu o depósito de mosquitos da dengue e lixo debaixo do coreto da Praça Tiradentes? Faço minha parte... e a prefeitura e os demais cidadãos que usam o local como lixeira têm que fazer a sua...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Márcia, vou lá dar uma olhada!!! Bastante repelente antes,né?

      Excluir
  2. Ramom

    Fiquei sabendo que a ANVISA está dando de cima das questões da feirinha para regulamentar a questão da comida que nos é servida e dos banheiros químicos que o Saae não aspira a meses...
    Quando aprendi, aqui no blog, sobre a "Teoria das Janelas Quebradas" confesso que fiquei alarmado com tudo que nos rodeia e decidi não remar mais contra a maré ruim que o descaso político nos proporciona de tempos em tempos, ou melhor, de quatro em quatro anos. Não temos onde recorrer. Em nenhuma esfera, que tange a situação política e políticos de nossa cidade, nos proporciona credibilidade para acreditar que nossa urbe será cuidada. Poucos são os esforços para melhorar. Todos de A a Z são coniventes, prefeitos e câmaras em suas mais diversas formações ao longo destes muitos anos de descaso que nos atordoa. Estou descrente, mas, no entanto, porém, todavia... Descobri aqui no blog, um grupo de pessoas que acredita no próprio esforço para melhorar algo, Alê Casarim, Alessandra Lisboa, Claudio Busu e tandos outros... (estes eu citei só para dar menção ao meu comentário) Pois bem, digo e afirmo: Se depender de vereadores e prefeitos a praça vai continuar sendo destruída por vândalos... Vou continuar lutando de cá dentro da minha sala de aula, imbuindo valores e adquirindo novas expectativas para continuar acreditando na melhora pela expressões culturais. Dei uma voltinha em torno da lagoa no sábado e fiquei com medo das pessoas fumando maconha e crack, me emputeci com os sons automotivos no último volume com músicas tipo " deixa eu penetrar na sua xota". Ramon e blogueiros, a culpa de tudo está na origem. Não somos nós que votamos errado, a culpa não pode ser, definitivamente do povo que vota errado, todos nós votamos com esperança. A culpa é , sem dúvida, dos políticos corruptos que se abastecem da nossa esperança e dão desculpas mil para não cuidarem da nossa cidade, aí está a origem. Preocupam-se em cuidar somente dos próprios bolsos e para tanto, utilizam-se da desgraça social, em toda a sua conjuntura ignóbil e alienada em vários sentidos: Drogas, religião, fome, abandono, educação, saúde e outras questões, são trampolins de bandidos políticos. ACHO QUE ESTOU FORA DE MODA PORQUE RECLAMAR DE POLÍTICOS ESTÁ FORA DE MODA. DESCULPEM-ME o desabafo. Estou plantando flores onde trabalho junto com meus alunos. Acredito que plantando flores vamos melhorar a cidade . Este é o nosso projeto deste ano no teatro e tenho certeza que vai dar certo... "Flores contra a violência urbana" até mais ver e obrigado pelo espaço como sempre...

    Abração
    Paulinho do Boi

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.