As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Parque da Cascata: Julho de 2010

Já está dando um nó em minha cabeça a questão da Serra de Santa Helena. Ô lugarzinho complicado, meu Deus. As legislações, regulamentações, exigências, jurisprudências, direitos-adquiridos e toda sorte de pendengas parecem desaguar ali.

A natureza, ainda exuberante nas margens do lago, nos convida à reflexão.

E o Parque da Cascata, bem no meio desse aranzel. Ali eu tenho visto de tudo: plantio de árvores sem o devido cuidado, boas iniciativas de atração turística mas sem o apoio pleno de todas as secretarias (se não somarmos os esforços das secretarias de Obras, Turismo e Meio-Ambiente, não chegaremos a bom termo), calçadas semi-destruídas, um bar-restaurante dentro do Parque que não oferece estrutura condizente, melhorias nos sanitários, mais sinalização, banquinhos e um playground recuperado, vejo até uma quadra de voley de areia com rede e demarcação. Algumas coisas muito boas, outras lamentáveis. Vamos às imagens, né? Falam mais do que qualquer texto. As fotos foram feitas hoje. Cliquem nas imagens para ampliá-las.

A primeira impressão é a que fica. Vamos capinar as margens da estradinha...

como nesse trecho, bem melhor!

Playground ficou bom...

e a quadra de areia para voley também.

Para quê plantar muda tão pequena. O ideal seria uma muda com pelo menos 2,00 de altura.

Não foi colocada uma terra ou mistura adequada. Usou-se a "argila" do local.
Cova que se preza tem 80x80x80cm. Tá bom, 40x40x60cm já estaria razoável.
Cavar buraco e colocar a muda lá dentro, me desculpem, é não saber plantar árvore.

Ótimo exemplo de vegetação na base da árvore.

Outro bom exemplo.

E aqui um péssimo exemplo.
Custava tanto dar a mesma atenção para todos os canteiros?
(- Ah... é que nós estamos começando agora!
-Agora? No final das férias de julho???)

Trilhas intransitáveis. E estão à beira do lago. Lamentável.


Essa imagem eu não consigo nem comentar.

Várias lixeiras decentes foram colocadas. Mas aí vem o visitante e
dá sua ajudinha para combinar com as outras lixeiras. Ô pontaria!!!

Felizmente a cascata está lá. Prêmio para o turista.

Texto e fotos: Ramon Lamar de Oliveira Junior


PS: Preço do ingresso no Parque da Cascata: R$ 2,00. Preço do ingresso no Parque das Águas de Caxambu: R$ 3,00. Conclusão: precisamos oferecer bem mais do que estamos oferecendo.

3 comentários:

  1. Venho retribuir as visitas, Professor.

    Aproveito para parabenizá-lo pelo espaço sensível e bem elaborado.

    É agradável quando encontramos cidadãos, capacitados, que reivindicam, de forma tolerante e prudente.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Grato pela visita, Cláudio. Tolerância e diálogo têm que ser nossas bandeiras, sempre.
    Grande abraço e mais uma vez parabéns pelo seu blog.

    ResponderExcluir
  3. O preço, comparado ao Parque das Águas de Caxambu, onde recentemente foram investidos 5,8 milhões de reais no balneário, antes da última etapa, deveria ser de:
    R$0,10 para o parque da cascata e R$5,00 para o parque de Caxambu, que oferece além, de 12 diferentes fontes de águas minerais, o teleférico, piscina semi-olimpica de agua mineral com vestiários, passeios, geiser para banhos, banheiros, balneário, lago com barcos e pedalinhos, limpeza e uma vegetação exuberante com guardas instruidos e muito educados.
    Ao contrário do parque da cascata..

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.