As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Copa 2014: Curitiba x Sete Lagoas

Acredito que todos se lembram da confusão no estádio Couto Pereira, em Curitiba, após o jogo Coritiba x Fluminense na última rodada do Brasileirão 2009. Vendo o time rebaixado para a segundona, num empate com o ex-saco-de-pancadas Fluminense, os torcedores invadiram o estádio e produziram cenas de selvageria e barbárie multiplicadas nas diversas reportagens que foram feitas sobre o assunto. Onde mesmo? Em Curitiba. (Aliás, após esse episódio, guardei de vez minha camisa do Coxa Branca, comemorativa dos 90 anos do clube, que comprei ali mesmo no Couto Pereira ao assistir um Coritiba 2 x Cruzeiro 1. Na época, afeiçoei-me ao Coritiba, tal a alegria que senti ao ver tantos torcedores educados, tantas famílias com crianças, presentes num campo de futebol.)
Sete Lagoas, vez em quando, é palco de conflitos entre as apaixonadas e descabeçadas torcidas do Atlético e do Cruzeiro, notadamente quando os ônibus que se destinam ao Mineirão se concentram próximo à Lagoa Paulino. Mastros de bandeiras, pedras e rojões viram armas e só não morreu ninguém até agora por milagre. Com os jogos na Arena do Jacaré, fico receoso que ocorram confrontos mais sérios para colocar Sete Lagoas novamente nas últimas páginas dos jornais (aquelas que, espremendo, sai sangue).
E o quê a Copa 2014 tem a ver com isso?
Sete Lagoas deve ser uma subsede em 2014. Arena do Jacaré arrumada, próximo a BH... Certamente hospedaremos alguma seleção. Os desinformados já falam que a Itália virá para cá por causa da IVECO. Caramba, a Itália nem sabe se virá jogar a próxima Copa, quanto mais se terá jogos em BH. Santa ignorância!
A minha preocupação, não só em relação a Sete Lagoas (vejam o exemplo da cidade-modelo Curitiba) é: os brasileiros serão bons anfitriões? Vimos o Oscar Schmidt, ídolo do basquete, vaiando e berrando contra atletas de ginástica olímpica durante o Pan do Rio de Janeiro. (Que beleza! Belo exemplo, hein, Oscar?). Como imaginar coisa diferente do torcedor, apaixonados que somos pelo futebol brasileiro?
Em Interlagos, última corrida de 2008, acho que fui o único a aplaudir o campeão Lewis Hamilton quando o mesmo ganhou o campeonato de Felipe Massa na última curva. O cara merece respeito, não vaias ou dedos-médios em riste. Lutou, ganhou e levou. Mas os apaixonados aparecem com teorias de conspiração (Timo Glock teria facilitado para o Hamilton na última curva. Nem pneu mais o Glock tinha para chegar... quem conhece Interlagos sabe como é a subida antes da reta de chegada). E olha que em 2007, o Massa havia "gentilmente cedido" a vitória para o Raikkonen que se tornou campeão com apenas um ponto de vantagem sobre quem? O Hamilton. Mas Massa pode, né? É brasileiro.
Saberemos receber, aqui na terrinha, uma seleção como a França ou a Holanda? Quem sabe a Argentina? Ou até mesmo uma pequena seleção, de país de pouca tradição no futebol, (Burkina Faso ?!?) terá nossa devida atenção?
Precisamos pensar rapidamente nessa questão. No momento, há muita gente preocupada em faturar (ou superfaturar) a Copa 2014. O foco na educação dos torcedores (somos anfitriões, gente!) precisa ser ajustado. O que se fizer (de bom ou de ruim) repercutirá muito no planeta todo. Ser vitrine não é fácil.
Ah, e não se esqueçam que depois teremos a Olimpíada de 2016.

3 comentários:

  1. (Essa postagem é do Paulinho do Boi. Sei lá por qual razão o blog travou na hora de publicar. Por sorte eu havia copiado a tela.)

    Só para completar, professor...

    Quem quer que venha.
    Vamos levá-los aonde par curtir nossa cidade? Já sei! Pimba!
    vamos levá-los ao Teatro Redenção para assistir uma peça. Não, melhor, vamos levá-los aos mirantes da Lagoa Boa Vista, lá tem um complexo (de complexado) esportivo. Ah não! Vamos com eles visitar o bem cuidado Parque da Cascata. Gente, quem sabe não é melhor levá-los somente na lagoa do centro, está ótima e cada vez mais rasa. Tomara que até lá ainda tenha água, se não, melhor levá-los somente na Lagoa da Catarina. Bom, pensando bem, qualquer seleção que vier treinar aqui merece visitar a Serra de Santa Helena e curtir o boteco lá de cima. Comer um pastel frito de um dia antes ou batatinhas da Elma Chips mesmo, ver as placas de informações turísticas e ir ao banheiro público de lá (é só pegar as chaves com o dono do boteco). Já ia me esquecendo de oferecer a Casa da Cultura. Lá tem um auditório e poderemos contratar um grupo de artistas da cidade para mostrar-lhes um pouco do nosso talento. Mostraremos os talentos, que são muitos, porém os visitantes terão que se acomodar nas cadeira quebradas do auditório que, por acaso, fede a mofo. É, acho que eles terão que se contentar somente com a nova Galeria de Artes. Ainda bem! Pelo menos os artistas plásticos da cidade poderão vender seus quadros e obras.
    Melhor deixar pra lá, qualquer seleção que vier será adversária. Então é melhor levá-los aos botecos da cidade e matá-los de comer e beber. Vamos provocar nos jogadores adversários uma obesidade mórbida e uma cirrose hepática. Assim passaremos despercebidos em relação ao nosso acolhimento... de quebra passaremos com eles na banca da Hilda, compraremos os jornais, revistas e um postal da nossa CIDADE DOS LAGOS ENCANTADOS. (E põe encanto nisso, vixe, oxalá meu Pai. Nem mãe Diná dá a volta.)
    Um abraço e obrigado pelo espaço.
    Paulinho do Boi.

    ResponderExcluir
  2. Paulinho, obrigado pelo comentário.
    Sei lá o que aconteceu na hora de moderar a aceitação do mesmo. Por sorte copiei o texto antes.

    Quanto ao Parque da Cascata, não estava tão ruim na última visita que fiz, aliás estava com melhorias interessantes. Vou lá dar uma conferida. Quanto ao boteco da Serra de Santa Helena acho que falta um pouco (pra não dizer muito) de orientação por parte da Secretaria de Turismo, uma vez que o proprietário até ampliou o local que era muito singelo. Resta lembrar que o Auditório da UNIFEMM está indo na mesma direção do Auditório da Casa da Cultura nos quesitos cadeiras quebradas e mofo. Pena. Meu guru Dr. Marcelo Vianna não deve estar muito satisfeito.

    ResponderExcluir
  3. URGENTE!
    Vamos lá, AVANTE! Transformemos Sete Lagoas em Cidade-Sorriso-II! AGORA!

    Conheço mui bem Curitiba.
    Em boa hora me veio tal (con)texto.

    Paulinho, a ironia não nos falta! Permita-me tomar as tuas palavras como minhas!

    Professor Ramon, tu és bastante sagaz! Parabéns!

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.