As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Mercadão

Hoje, pela manhã, estive no Mercadão (Mercado Municipal) para comprar algumas coisas que precisarei numa gincana a ser realizada amanhã.
Contudo, fui surpreendido por um mal cheiro insuportável que vinha do piso. Algum tipo de esgoto havia vazado ali dentro. O cheiro de peixe podre era insuportável e o "telhado" impedia que o cheiro exalasse rapidamente. Senti náuseas e nem tive como permanecer ali dentro e perguntar a alguém o que havia acontecido. Deve ter sido algo raro, pois frequento muito o Mercadão e nunca deparei com situação do gênero. Fico devendo a informação mais detalhada, vou perguntar mais tarde.
Chegando em casa, procurei fotos que tenho do Mercadão e encontrei essa de Setembro de 2005.


Além da Sapucaia, toda rosada ao fundo (só no mês de setembro temos essa festa), observa-se o mercadão antes da colocação do "telhado" e a eterna reforma do Teatro Redenção, com a faixa "prometendo" a reforma e entrega de mais um marco da nossa história, cultura e turismo.

Foto: Ramon Lamar de Oliveira Junior

2 comentários:

  1. Olá Ramon!
    Esta foto meu amigo, trouxe-me belas recordações, principalmente com a frondosa e florida sapucaia ao fundo, uma beleza!
    Regina Marcia ja mencionou que o terreno onde se encontra a sapucaia pertencia ao "Sobrado" hoje, Casarão, como nós chamávamos a casa da nossa mãe? Alí ela nasceu e morou até se casar com meu pai ali fomos criados, correndo e brincando de esconde, esconde,(pegador), naqueles cômodos para nós crianças grandes e misteriosos, quase assombrados! E... há casos interessantes ocorridos alí: mamãe tinha uma tia mais velha, solteirona, mandona que nem uma matriarca, fazia de tudo para nos agradar, os santinhos da familia, kkkkk...
    Havia muitas frutas, ali. Na época das mesmas maduras a molecada da visinhança pulava a cerca para "rouba-las", principalmente, jabuticaba, biribá, tamarino,abacate,goiaba, etc.
    Como o terreno era muito grande, se extendia até a prefeitura, se fazia necessário alguem cuidar para sobrar alguma coisa...
    Ela coitada, bem pode imaginar, gordona de saia compridona, descia com dificuldade as escadas e se dirigia á sapucaia onde se assentava nas raizes da frondosa árvore e ficava a espera dos intrusos frequentadores,de rifle em punho, velho e enferrujado, ameaçando e pondo pra correr a molecada, para nos assegurar algumas frutas, os queridos da familia! Sem querer, Ramon, lembrou-me de um rico e gostoso período de minha vida! Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Querida Circelle,
    então pode ficar esperando setembro. "Quando setembro vier", prometo que tiro mais algumas fotos da Sapucaia e escreverei um pouco sobre essa espécie magnífica.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.