As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Algumas imagens e constatações da Audiência Pública do Ginásio Coberto

A Audiência Pública abordou projetos que vão da reforma do Ginásio Coberto (o mais simples e o mais sensato, apesar de precisar de algumas correções) até delírios mirabolantes "para que a Lagoa Paulino e a Lagoa Mucuri se enxerguem", somados a fontes de água e tótens. Um vídeo com maquete eletrônica fez questão de ressaltar os banheiros destruídos e algumas rachaduras do prédio (por um momento pensei que as imagens eram do CAT JK) dando um tom de "Síndrome de Santa Maria" que apregoa que uma grande desgraça pode se abater com a queda do ginásio. Teve de tudo um pouco nas apresentações oficiais, inclusive as inevitáveis fugas do tema que arrastam a audiência noite adentro impedindo que o PÚBLICO seja ouvido. 
Entre lamentos e o balançar negativo de cabeças, a audiência pública transcorreu morna até que a participação dos vereadores presentes que se inscreveram para falar (Euro Andrade e Caramelo) começou a dar o tom de "Fica Ginásio". Muitos vereadores estavam ou estiveram presentes por algum tempo (10, se não me engano) e alguns outros enviaram justificativas para suas faltas. O secretário de esportes frisou que "nada está decidido e outras propostas ainda podem vir"... uai... então teremos mais oportunidades de ouvir o PÚBLICO, né?




Os presentes começaram a se manifestar e, em cada fala, ondas de aplausos pela manutenção do ginásio como espaço eminentemente esportivo, com depoimentos emocionados de atletas e treinadores. Falei algumas poucas palavras apenas no sentido de enfatizar a necessidade de manutenção daquele espaço de esportes. Também entreguei a Petição Pública pela Manutenção e Reforma do Ginásio Coberto com a manifestação de 430 cidadãos, cujo cabeçalho foi lido no início dos trabalhos.
Não pude acompanhar a audiência até o final, mas até onde pude ficar não houve manifestação popular de "derruba!" como tantas que vemos nos comentários de notícias na internet (serão fakes ou não tiveram coragem de mostrar a cara... ou já sabem que o destino está decidido entre quatro paredes?).
Espero que as autoridades tenham escutado o claro recado dos atletas e treinadores e tenham a sensibilidade de trilhar o caminho do "poder que emana do povo" para manter o espaço responsável pela formação de atletas desde 1974. 
O primeiro projeto apresentado (de manutenção e reforma) pode ser melhorado se as arquitetas responsáveis ouvirem um pouco do que os atletas e treinadores têm a ponderar. Tenho certeza que chegarão num modelo mais barato e de encontro às necessidades de quem vive o Ginásio Coberto. Eu, como sempre, também estou à disposição para ajudar.

Ramon Lamar de Oliveira Junior

4 comentários:

  1. Fica a impressão de que apenas um incentivo financeiro oriundo de fora de Sete Lagoas, poderá arcar com a manutenção do ginásio.

    Enquanto isso, o Unifemm (antes tarde do que nunca), está reformando a quadra do centro universitário e construindo um ginásio coberto de ponta, com alojamentos e uma grande arquibancada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembrando que os recursos usados pelo UNIFEMM, em sua maioria, são federais.

      Excluir
  2. Ramon, não pude ir, mas daqui acompanho todo o andamento dessa polêmica - sou radicalmente a favor da permanência do ginásio! Fiquei curiosa para saber quem são as arquitetas que irão elaborar o projeto de reforma. São da prefeitura? Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Júnia, não gravei o nome. O Caio Pacheco tem tudo registrado. Mas são da secretaria de obras.

      Excluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.