As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

BANCOS DE PRAÇAS

"As praças foram e continuam sendo equipadas com bancos de granilite. A prática de se usar propagandas comerciais e pessoais estampadas neste tipo de bancos em troca da doação, estimulou a moda.

 

A experiência desvendou os inconvenientes destes bancos, que são:
1) As propagandas do tipo "Casas Pernambucanas"; "Açougue do João"; "Família Bassit" ou "Vereador João Alves da Silva doa para a população"  ou "A prefeitura", é uma linguagem impositiva e desperta violência por parte de quem não se dá bem com a determinada família, vereador ou casa comercial.
2) Os bancos estimulam o uso inadequado por parte dos usuários que sentam sobre o encosto, colocando os pés no assento. Isso suja as roupas dos que preferem usá-lo de forma correta.
3) Muitas vezes, estes bancos são colocados na circulação da praça; atrapalham os pedestres e causam efeito estético indesejável.
4) Favorecem, também, a intimidade ousada de certos casais, que chegam a escandalizar o ambiente aos olhos dos mais conservadores.
5) Pessoas que não se conhecem dificilmente sentam no mesmo banco. Mesmo tendo capacidade para acomodar 3 ou 4 pessoas, à vista do usuário, o banco está "ocupado" quando está sendo usado por uma pessoa desconhecida.

Sugestão:
Propõe-se, sempre que possível, o uso de bancos maiores, moldados no próprio local, formando ambientes mais íntimos e ao mesmo tempo coletivos, como mostra a próxima figura.


Esta solução resolve um outro problema, que é a questão da vegetação na praça. Com os canteiros elevados, eliminam-se os "rastros" ou "trilhas" provocadas pelos usuários fora do arruamento da praça. Expõe o depredador numa cota mais alta em relação ao restante dos pedestres, o que, psicologicamente, é uma sensação desconfortável. Portanto, com esta solução, pode-se garantir o máximo de exuberância às plantas, para despertar admiração e encantamento por parte do público."

Texto extraído de: CURSO AVANÇADO DE PAISAGISMO, Gustaaf Winters (Centro Paisagístico "Gustaaf Winters", Holambra, SP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.