As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Qual a origem da água da Cascata (no Parque da Cascata)?

Acabamos de nos reunir (eu e a Aline Abreu da ADESA) com o Alexandre, da Seltur. Conversamos sobre a questão da água da cascata e levantamos algumas hipóteses para o caso da aparente contaminação da água. Marcamos para esse mês ainda uma visita em conjunto para analisarmos a situação da área. Aproveitamos a oportunidade para sugerir diversas ações simples que podem ser feitas no local, para as quais começarei a procurar parcerias dispostas a ajudar. O diálogo foi aberto e vamos partir para as soluções.

----------------------------------------------------------------------------

ATENÇÃO: Estou fazendo uma pergunta e não uma afirmação.

Aliás, fiz a pergunta primeiro no meu Facebook, meio que em off, para a turma que participa como voluntários no combate aos incêndios na Serra de Santa Helena. Não obtive nenhuma resposta exata. Agora vou fazer a pergunta aqui:

Qual a origem da água que está caindo na Cascata do Parque da Cascata?

Eu sempre achei que essa água vinha do sangradouro que existe junto à represa, com uma pequena vazão constante para manter o fluxo, a vida silvestre e o atrativo turístico. No entanto, quando estive presente lá pela última vez (10 dias atrás) eu percebi que o cheiro da água não era dos mais agradáveis e a espuma que estava se formando era indicativa do uso de detergentes ou de matéria orgânica de águas servidas. Terá essa água outra origem ou a água do lago está muito contaminada?
Fica então aqui a pergunta para todos os que puderem esclarecer a questão. E um apelo aos técnicos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente para fiscalizarem o assunto. Afinal de contas, ali é Zona de Preservação da APA da Serra de Santa Helena..

Sangradouro com comporta, de onde eu acreditava que era a origem da água que segue para o córrego da cascata.

A espuma e o mau cheiro geraram dúvidas sobre a origem da água.
Texto e fotos: Ramon Lamar de Oliveira Junior


PS.: Acabo de receber estas fotos abaixo, tiradas hoje pelo Max Tadeu. E agora? É água pluvial ou é água servida?





PS.: Em visita hoje pela manhã (12/jan/2013) com o Gustavo Ganzaroli Mahé, a Ale Casarim, a Érica da Emater, Aline da ADESA e outros ao local, a situação parecia um pouco melhor. Mas ainda há uma espuma incômoda. A água realmente parece vir em grande parte do sangradouro do lago, mas a espuma e o cheiro continuam me desagradando muito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.