As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Parque da Lagoa Grande

No início deste ano, o Secretário de Meio Ambiente, Lairson Couto, conversou comigo sobre uma possibilidade de implantação de um Parque Ecológico na região da Lagoa Grande em uma área pertencente em parte à COHASA. Tal área já estaria ajustada com a FEAM como compensações ambientais com a prefeitura.
Apresentei algumas ideias e antes que algum aventureiro lance mão delas como se fossem suas ideias originais e fique com todo o crédito (essas coisas costumam acontecer) preferi expô-las aqui no blog.  Assim, posso contar com a ajuda dos amigos leitores do blog para que possamos, ao menos no espaço virtual, dar vazão a essa necessidade da população setelagoana.
Claro que está tudo muito esquemático e hipotético, mas vamos lá...


PRESERVAÇÃO PESQUISA: área com um "cerradão" relativamente bem preservado que seria destinada apenas a preservação e pesquisas, podendo eventualmente seus frutos (pequis) serem utilizados para produção de doces por uma cooperativa de moradores da região.
CENTRO ECO: centro ecopedagógico com salas e auditórios para ministrar cursos, fazer exposições e outros eventos.
PARQUE BOTÂNICO: com plantas e árvores representantes das diversas regiões fitogeográficas do Brasil e algumas do restante do mundo, com as espécies identificadas e locais para descanso e estudo.
ZOO: área reservada para uma possível transferência do Minizoológico da Boa Vista para o local, aproveitando a água que corta o parque botânico em grandes espaços reservados para os animais.
SENTIDOS: área com plantas que podem ser identificadas pelos sentidos não visuais (tato, olfato...), sendo de interesse para o conhecimento de todos em geral e especialmente para os deficientes visuais.
FRUTOS DO CERRADO: área a ser incrementada com mais plantas frutíferas do cerrrado para atração de pássaros e utilização eventual de seus frutos.
CAPIM e CURRAL: produção de capim para manutenção do Curral Municipal (que já funciona no local) e abastecimento do zoo.
BOSQUE DE ANGICOS: preservação do bosque já existente com locais de visitação, trilhas, repouso, leitura...
PIER DE OBSERVAÇÃO: construção avançando alguns metros na Lagoa Grande para observação e estudos .
HORTO: produção de espécies para arborização urbana (ao lado do bosque de angicos).
RECUPERAÇÃO DO CERRADO: minitrilhas educativas, produção de frutos do cerrado, caminhadas...
A ideia prevê ainda a arborização das áreas de estacionamento com plantas normalmente utilizadas na arborização da cidade e suas respectivas identificações.

Ramon Lamar de Oliveira Junior

6 comentários:

  1. Parabéns pelas idéias Ramon. Cada dia fico mais seu fã meu professor!!!

    O projeto ficou muito completo.

    Seria legal também que ao invés do asfalto, toda a cobertura do acesso viário fosse feito por calçamento ou material absorvente.

    Deixo também aqui a minha pergunta: Há esperanças que ele se torne realidade muito em breve?


    Abração

    ResponderExcluir
  2. Sabe Ramon, o espaço é maravilhoso, com mata de cerrado, bem fechada, realmente um pulmão para a cidade. Mas, parece que há interesses em depredar a área para fins de especulação imobiliária, pois infelizmente há particulares que ainda detêm a propriedade de algumas áreas da APA.
    Estes dias em que se comemora o aniversário (?) da cidade, um amigo comentou comigo sobre a vegetação, principalmente da Serra de Santa Helena, pois sempre é rala e composta mais de capim do que de pequenas arvores de mata nativa.
    Imediatamente lembrei-me do caminho para Nova Lima, que é uma mata mais espessa de vegetação de um verde bem escuro e vistoso e tirei minhas conclusões: Lá não tem tanta poluição como na cidade de indústrias que já deveriam estar banidas de nosso contexto, pois pagam salário mínimo e dão o máximo de pó para nossos pulmões...
    Outra pessoa me confidenciou que mesmo indo para o norte de Minas, a vegetação é melhor do que a daqui de Sete Lagoas. E nosso pulmão?
    Sete Lagoas, nada a comemorar... E muito pouco para bater palmas... Quando vão realmente limpar a cidade e dar um ar mais agradável? Será que o setor guseiro é que manda na cidade e nas autoridades? Acordem, MP, SMA, COPAM, FEAM e outros rã, rã, rã!!!

    ResponderExcluir
  3. Prezado Anônimo (puxa, depois coloque o nome, ok?),
    não estamos falando da APA Lagoa Grande. Essa sim, está problemática como as outras APAs da cidade (Santa Helena e Paiol). Essa área, garantiu-me o Lairson, já está acordada com a FEAM. É outra história.

    Prezado Saulo,
    sem dúvida! Calçamento ou blocos feitos com melhor tecnologia de absorção de água. Quanto à esperança... bem, ela é a última que morre.

    Obrigado aos dois pelos comentários.

    ResponderExcluir
  4. Sei onde é a Lagoa Grande, na estrada fica uns blocos grandes de pedra, que foram furtadas da RFFSA na época de sua retirada. Talvez não me expressei bem pois faltou algumas palavras, mas quis fazer um contraponto em a Lagoa e as áreas da APA ao pé da Serra, onde tb. tem uma lagoa.

    ResponderExcluir
  5. Ramon,

    Esta tramitando na Câmara o PLO 183/2010, que diz o seguinte:

    AUTORIZA DOAÇÃO DE IMÓVEL NO BAIRRO ONDINA VASCONCELOS DE OLIVEIRA À EMPRESA SOLARIA BRASIL – COMERCIALIZAÇÃO E FORNECIMENTO DE PRODUTOS E SOLUÇÕES ENERGÉTICAS LTDA.

    Art. 1º Fica o Município de Sete Lagoas autorizado a doar à empresa Solaria Brasil – Comercialização e Fornecimento de Produtos e Soluções Energéticas Ltda., CNPJ/MF nº 09.654.113/0001-85, a área de terreno, medindo 60.000,00m² (sessenta mil metros quadrados), situada no Bairro Ondina Vasconcelos de Oliveira, com os seguintes limites e confrontações: “inicia-se a descrição deste perímetro no vértice V2, de coordenadas N 7.853.845,949m e E 584.351,023m; deste segue bairro Santa Felicidade, com azimute 257°18'32" e distância de 248,00m até o vértice V3, de coordenadas N 7.853.791,465m e E 584.109,082m; deste segue área remanescente, com azimute 257°18'33" e distância de 150,98m até o vértice V10, de coordenadas N 7.853.758,297m e E 583.961,795m; deste segue Bairro santa felicidade, com azimute 19°05'37" e distância de 204,68m até o vértice V11, de coordenadas N 7.853.951,720m e E 584.028,750m; deste segue área remanescente, com os seguintes azimutes e distâncias: 77°18'33" e 291,16m até o vértice V11A, de coordenadas N 7.854.015,686m e E 584.312,800m; deste segue área institucional - Prefeitura Municipal de Sete Lagoas, com azimute 167°18'33" e distância de 173,99m até o vértice V2, ponto inicial da descrição deste perímetro”.

    Não está nesta mesma área não?

    Agora fiquei curioso.

    Abs,

    Amaro

    ResponderExcluir
  6. Acho que esta área que você citou fica mais a oeste, mas não custa nada verificar.

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.