As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Biguás


Poema para os biguás

Um biguá,
dois biguás,
três biguás,
oito biguás,
na ilha dos biguás.
Caminhando pela porta de saída.

No final da tarde é mais comum vermos vários biguás na Ilha dos Biguás. Na foto acima, um biguá em companhia de dois quero-queros. Quando eu conseguir uma foto de vários biguás, atualizarei a postagem.
A primeira vez que pude observar os biguás com mais atenção (apesar de já tê-los observado nas lagoas Paulino, José Félix e na Pampulha) foi no Pantanal Matogrossense, próximo à cidade de Cáceres. Fiquei impressionado com o número de biguás secando suas asas à margem do rio. Interessante também foi a precisão da pesca dos animais, que mergulhavam por um tempo prolongado não sem retornar à superfície com uma presa (geralmente alguma espécie de bagre, como barbados pequenos, por exemplo). Abaixo um pequeno texto do wikiaves sobre os biguás.
O biguá (Phalacrocorax brasilianus) é uma ave da ordem Pelecaniformes, da família Phalacrocoracidae. Ave aquática, mergulha em busca de peixes e permanece um bom tempo debaixo d'água, indo aparecer de novo bem lá na frente, mostrando apenas o pescoço para fora d'água. Para facilitar seus mergulhos, suas penas ficam completamente encharcadas, eliminando o ar que fica entre as penas e que dificulta os mergulhos. Ou seja, não são daquelas aves aquáticas que se caracterizam por possuir glândula uropigeana desenvolvida para impermeabilizar as penas, ao contrário. Para secá-las é comum vê-los pousados com as asas abertas ao vento. Quase sempre visto em grandes bandos voando próximo d'água, em formação em “V”. Quando voam se assemelham a patos, sendo às vezes considerados como tais equivocadamente. Também são conhecidas pelos nomes de biguá-una, imbiuá, mergulhão, miuá e pata-d'água.
Características: É uma ave de cor preta em plumagem adulta e marrom-escura em juvenil. Atinge até 75 cm de comprimento e peso em torno de 1,3 kg; possui pescoço longo, cabeça pequena, bico cinzento longo e fino, sendo que a ponta da maxila termina em forma de gancho.
Alimentação: Alimenta-se de peixes e crustáceos. Para capturar sua presa, mergulha a partir da superfície da água e, submerso, persegue-a. Os pés e o bico possuem função primordial na perseguição e captura. Um exímio mergulhador, não se contenta com os peixes da superfície. Mergulha em meio a ziguezagues, viravoltas e consegue abocanhar sua presa.

Reprodução: Nidifica sobre árvores em matas alagadas, às vezes entre colônias de garças. Ovos de coloração azul-claro. Incubação em torno de 24 dias.
Hábitos: Vive em lagos, grandes rios e estuários. Devido as fezes serem ácidas, podem danificar árvores, mas adubam a água, favorecendo a manutenção das populações de peixes, e assim atraindo outras aves para se alimentar.
Distribuição Geográfica: Sua distribuição geográfica vai do sudeste do Arizona (EUA) à Terra do Fogo, extremidade austral da América do Sul.
(Informações modificadas a partir de: www.wikiaves.com.br/bigua)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.