As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Ginásio Coberto: nem só de esportes coletivos!

O Ginásio Coberto também tem sido palco de esportes individuais como competições de artes marciais. Mas o que pouca gente sabe é do uso para o treino do tênis de mesa. Segue o depoimento do Paulo Araújo, da Associação Sete-lagoana de Tênis de Mesa:

Sou atleta de tênis de mesa, praticante há cerca de 7 anos. Desde que comecei a jogar, como iniciante mesmo, já enfrentei vários problemas com o Ginásio Coberto. A começar pela falta de iluminação no palco, onde eu treinava. Os lugares para instalar as lâmpadas estavam lá, mas havia apenas duas lâmpadas, e mesmo assim, às vezes  somente uma acendia. Quando chovia, os buracos no teto onde as lâmpadas deveriam estar, viravam uma cachoeira... juntamente com as infiltrações; fora o resto do ginásio que também ficava inundado, pois chovia dentro do ginásio, prejudicando totalmente o treino de quem usava a quadra. Por fim os atletas da minha modalidade se reuniram e com nosso próprio dinheiro compramos um refletor. Mas esses são apenas alguns dos vários problemas que já passamos, e mesmo assim não desistimos, persistimos e da maneira que era possível estávamos sempre treinando, e ganhando títulos, levando o nome de Sete Lagoas por onde passávamos.
Paulo Araújo e Ramon Aguiar, premiação da Federação Mineira de Tênis de Mesa, temporada 2012.
I COPA MG - Contagem - 26/02/12 - Paulo Araújo campeão na categoria adulto, e Michael Kleefeldt campeão na categoria senior
Há mais ou menos um ano e meio, o ginásio parou com suas atividades, pois passaria por uma reforma com o intuito, lógico de melhorar. Mas não foi o que aconteceu, o que já era ruim, ficou pior.
A reforma começou pelo teto, trocaram as telhas, o que não acabou com toda a goteira. Quebraram os banheiros e mais nada se fez. Desde então, o ginásio foi perecendo cada vez mais, a quadra se tornou perigosa devido a vários tacos soltos. Agora não há mais banheiros, os muros e portões foram tomados por pichações, janelas depredadas. Alguns dias atrás, mendigos estavam usando aposentos do ginásio para se abrigarem. É realmente um desleixo total, uma administração precária que não se preocupa nada com o ginásio.
Agora falam em demolí-lo! Parece ser a saída mais fácil, não é? Afinal, parece ser mais fácil jogá-lo no chão ao invés reformá-lo e trabalhar para que Sete Lagoas volte a ser destaque no esporte. Simplesmente não podemos deixar uma atrocidade desse tipo acontecer com um patrimônio com tanta historia, e tão importante para o esporte sete-lagoano.
Paulo Araújo 
Se você também tem sua história esportiva ou emotiva (de torcedor) ligada ao Ginásio Coberto, ou conhece os atletas que ali fizeram nome e elevaram o nome de Sete Lagoas, assine a petição pela Manutenção e Reforma do Ginásio Coberto:  http://www.peticaopublica.com.br/?pi=ginasioc   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.