As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quinta-feira, 20 de março de 2014

Últimas notícias sobre a Dengue em Sete Lagoas (março de 2014)

DENGUE: SÓ A UNIÃO DE FORÇAS MUDA UMA TRISTE REALIDADE
PARA ACABAR COM ELA, TODOS DEVEM AGIR.

A Dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo. A Organização Mundial da Saúde estima que, por ano, 80 milhões de pessoas sejam acometidas pela doença. A Prefeitura de Sete Lagoas/Secretaria de Saúde muito se esforçou e conseguir reduzir drasticamente os casos notificados em 2014, comparando-se com 2013. No mesmo período do ano passado, a cidade já vivenciava uma epidemia de Dengue com 4758 casos notificados, contra 227 este ano. O governo não parou de agir. Várias ações de mobilização e conscientização foram realizadas durante todo o ano e o apoio da população resultou na diminuição dos casos.
Os Agentes do Controle da Dengue da Secretaria Municipal de Saúde, trabalharam incansavelmente para evitar uma nova epidemia este ano e, este trabalho está se mostrando bem sucedido como mostram os números divulgados nos boletins semanais. O apoio incessante do vice-prefeito, Ronaldo João, e dos Ministério Público Estadual e Federal também as outras Secretarias municipais, Codesel e Vina- empresa de coleta de lixo, contribuem para este resultado até agora positivo nas ações para contingência da dengue em 2014.

PNEUS
Em Setembro de 2013, o vice-prefeito iniciou com sua equipe e com o apoio do 4º GAAAe trabalho de recolhimento de pneus inservíveis. Ao todo, 5.500 pneus foram recolhidos das vias públicas, borracharias, residências e levados para um local apropriado para seu armazenamento. “Essa ação muito contribuiu para derrubar o número de casos da doença registrados no município. Os pneus são vilões na luta contra a Dengue. Armazenam água e, consequentemente, viram criadouros do mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti”, adverte Dr. Ronaldo João.

VISITAS 
Paralelamente a ação desenvolvida pelo vice-prefeito e sua equipe, os Agentes do Controle de Endemias visitaram, seis vezes no ano de 2013 cerca de 90 mil imóveis, o que resultou no total de cerca de mais de 540 mil visitas por ano. Os Pontos Estratégicos como borracharias, empresas, floriculturas, cemitérios, Serra de Santa Helena e outros num total de 205 cadastrados foram visitados a cada 15 dias. 

PROLIFERAÇÃO
Como a proliferação do mosquito da dengue é rápida, além das iniciativas dos órgãos públicos, é importantíssimo que a população tenha consciência do seu papel na eliminação dos criadouros do mosquito. Os ACE em suas visitas informam que para se ter uma ideia, em 45 dias de vida, um único mosquito pode contaminar até 300 pessoas. O ovo do mosquito da dengue pode sobreviver até 450 dias, mesmo se o local onde foi depositado o ovo estiver seco. Caso a área receba água novamente, o ovo ficará ativo e pode atingir a fase adulta em um espaço de tempo entre 2 a7 dias. Por isso é importante eliminar água e lavar os recipientes com água e sabão. 

META
Para que Sete Lagoas fique bem longe desse vilão é importante que a população siga algumas recomendações, como: vedar ou telar ralos que podem acumular água; lavar semanalmente os bebedouros de animais; eliminar, furar ou colocar areia nos pratos de plantas; manter os vasos sanitários tampados e a caixa d’água fechada; além de realizar regularmente a limpeza das calhas. A ação mais simples para se prevenir a dengue é evitar o surgimento do mosquito Aedes Aegypti. A regra básica é não deixar a água, mesmo quando limpa, parada em qualquer tipo de recipiente. Para que os números não se repitam em 2014, é preciso ATITUDE de todos!

DISQUE DENGUE: 160

Prefeitura de Sete Lagoas/ASCOM Saúde – Natália Andrade – 18/03/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.