As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

10 minutos por semana contra a Dengue

Você sabia que com apenas 10 minutos por semana você pode afastar o perigo da dengue?
O mosquito vive dentro de nossas casas. Para garantir a saúde de sua família , basta fazer uma checagem de cerca de 10 minutos nos locais onde ele costuma colocar seus ovos.Esta rotina tem que ser semanal, pois este é o período que o Aedes aegypti precisa para se desenvolver e passar da fase de ovo para a fase de mosquito adulto.

Por que uma vez por semana?
O ciclo de vida do mosquito da dengue, do ovo até a fase adulta, leva cerca de 7 a 10 dias. Se a verificação e eliminação dos criadouros forem realizadas uma vez por semana, podemos interromper o ciclo e evitar o nascimento de novos mosquitos.Vale lembrar que o ciclo do mosquito passa pelas fases de:

OVO -O ovo do Aedes aegypti é bem escuro e é menor que um grão de areia, por isso é muito difícil enxergá-lo. É depositado pela fêmea do mosquito nas paredes dos criadouros, próximo à superfície d´água.

LARVA - A partir dos ovos, nascem as larvas, que vivem na água. Por seu tamanho reduzido,dificilmente se vê onde estão. Não gostam de luz forte, por isso, ao abrir a caixa-d´água, por exemplo, elas fogem para cantos sombreados. As larvas variam do tamanho do buraco de uma agulha comum até uma cabeça de agulha de crochê - quando são denominados PUPA 

MOSQUITO Aëdes aegypti têm em média o tamanho de um grão de arroz e são escuros com manchas brancas.

Pesquisas realizadas em campo indicam que os grandes reservatórios, tambores, galões e tonéis , são os criadouros que mais produzem A. aegypti e, portanto, os mais perigosos. Isso não significa que a população possa descuidar da atenção a pequenos reservatórios, como vasos de plantas, calhas entupidas, garrafas, lixo a céu aberto, bandejas de ar-condicionado, poço de elevador, entre outros. O alerta é para que os cuidados com os reservatórios de maior porte sejam redobrados, pois é neles que o mosquito seguramente encontra melhores condições para se desenvolver de ovo a adulto.
Pelos dados do último levantamento de pesquisa larvária - LIRAa - ocorrido em janeiro de 2014, em alguns bairros de Sete Lagoas, estes grandes criadouros estão produzindo quase 70% do total de mosquitos adultos.
Portanto é sempre  bom lembrar que, quando se trata da dengue, todo cuidado é pouco. Faça a sua parte. Mobilize-se, mobilize sua família, seus vizinhos, seus colegas de trabalho. Todos juntos contra a dengue!
Atenciosamente,
Maria José T F Lanza
Gerencia do Controle da Dengue da SMSSL
Rua Plácido de Castro 131- Centro - Sete Lagoas
Tel 3137716532 - Disque Dengue 160

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.