As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Dengue e necessidade de hidratação

(Enviado por Maria José Lanza, Gerência do Controle da Dengue da SMSSL)

Você já sabe, mas é importante lembrar que: Hidratação é fundamental em casos de suspeita dengue
Febre que surge de repente, dor de cabeça forte, dor nos olhos e nas articulações, moleza no corpo, manchas na pele, náuseas e vômitos. Como estes são sintomas mais comuns da dengue, diante deste quadro é preciso procurar logo um serviço de saúde. Na maioria dos casos a cura ocorre entre cinco e dez dias, sem complicações, mas como não é possível afirmar que será esta a evolução da doença, é preciso ter acompanhamento. Somente o médico pode, de acordo com o exame clínico, definir o tratamento a ser seguido e avaliar a possibilidade ou não de agravamento da infecção causada pelo vírus da dengue.
Mas há algo que você pode e deve fazer ainda em casa e a caminho do médico: hidratação. Beber bastante líquido, com exceção das bebidas alcoólicas, é fundamental no tratamento, porque durante o curso natural da doença ocorre a perda da parte líquida do sangue nos vasos. Isso acontece devido à alteração que o vírus provoca na permeabilidade da parede dos vasos sanguíneos. Os vasos, normalmente impermeáveis, deixam de sê-lo e isto permite a perda de líquido. Esta perda causa a diminuição de volume dentro do vaso sanguíneo, ocasiona complicações da dengue como derrame de líquido nas pleuras (pulmões) e ascite (conhecido como barriga d’água), que podem culminar com choque hipovolêmico.
O início desse processo ocorre sem que a pessoa perceba e sem manifestações clínicas. É difícil identificar a perda de líquido dos vasos clinicamente quando no início do processo, mas é possível ajudar o organismo a repor o que está sendo perdido por meio da ingestão de líquidos, ou seja, da hidratação. A hidratação oral deve ser mantida quando o estado de saúde do paciente permite que ele permaneça, embora doente, ingerindo líquidos pela via oral. Em casos mais graves, quando há necessidade de uma hidratação mais vigorosa e rigorosa, o médico indicará a hidratação venosa.
Por meio da hidratação venosa coloca-se o líquido diretamente na veia, não sofrendo de interferências do processo de digestão da água e sua absorção, de vômitos e até o esquecimento pelo paciente de ingerir o líquido. Mas isso é indicado apenas em alguns casos e, repetimos, somente o médico poderá avaliar e definir se é mesmo necessário! Na maior parte das vezes não há necessidade da hidratação venosa e a simples ingestão de líquidos ajuda no tratamento da dengue.

Confira como preparar o soro caseiro:

- Dissolva uma colher de sopa de açúcar e uma colher do tipo cafezinho de sal em um litro de água mineral filtrada ou fervida (mas já fria);
- Misture bem e depois beba em pequenos goles ou em pequenas colheradas;
- Fique atento (a) para não errar as medidas do soro.

Cuide-se, cuide de sua família e o mais importante: Não deixe a dengue entrar em sua casa! Faça a sua parte eliminando os criadouros do mosquito.

Atenciosamente,
Maria José T F Lanza
Gerencia do Controle da Dengue da SMSSL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.