As opiniões emitidas neste blog, salvo aquelas que correspondem a citações, são de responsabilidade do autor do blog, em nada refletindo a opinião de instituições a que o autor do blog eventualmente pertença. Nossos links são verificados permanentemente e são considerados isentos de vírus. As imagens deste blog podem ser usadas livremente, desde que a fonte seja citada: http://ramonlamar.blogspot.com

domingo, 15 de abril de 2012

VERGONHA!!! (Este estado da Lagoa da Boa Vista é coisa de "cidade turística"?)

Calçada desmoronada na Lagoa da Boa Vista há mais de um ano. INCOMPETÊNCIA!
As trincas estão em quase toda a calçada. Qualquer hora cai tudo. O Ministério Público não havia acertado com a prefeitura a troca de todo o piso de ardósia?
A colaboração da população na forma de garrafas e outras porcarias jogadas na lagoa, reunidas com o pó-de-carvão que dizem não existir mais...
Essa ex-pista-de-skate não era para estar tampada, removida ou explodida? Vai ficar aí para juntar água e larvas de mosquito da dengue?
Que belos acessos do lado da pista de bicicross. Cuidado com as onças. Aliás, o cheiro de urina aí é insuportável.
Mais um detalhe do desbarrancamento da calçada.
Aí, galera!!! Joga lixo na lagoa!!! E por que não existe nas outras lagoas o barquinho para recolher porcarias? Só a Lagoa Paulino merece?
Tanque com água junto ao restaurante fechado do Mirante. Belo exemplo!!!
Se não vai arrumar, por que não desmanchar essas estruturas?
Olha, gente, eu fico chateado demais com isso tudo. 
Recentemente, uma pessoa muito amiga, que mora em outro Estado, perguntou para mim quais são as belezas da nossa cidade, para poder vir visitar. Fiquei todo desconcertado. Onde nós a levaríamos, com certeza de que ela iria gostar? Só me ocorreu a Gruta Rei do Mato, com seu novo receptivo turístico, com os guias e com suas belezas naturais do interior da gruta. Mas a lanchonete de lá já está funcionando? (Desculpem, tem uns 5 meses que não vou lá...)
Estou na torcida para a inauguração do Museu de Mineralogia e Arte (junto à praça Dom Carmelo Motta). Pelo que vi das obras e do espírito dos empreendedores de lá, será um sucesso. Mas ainda demorará um pouco.

Por enquanto, dá para trazer um turista...

  1) no Parque Náutico da Lagoa da Boa Vista?
  2) na "bem cuidada" Serra de Santa Helena?
  3) no Parque da Cascata, sem uma infraestrutura melhor de lanchonete, lixeiras e vigias?
  4) na Ilha das Flores da Lagoa da Catarina?
  5) em todas as 7 lagoas, incluindo aí a Lagoa da Chácara e a Lagoa do Matadouro?

Será que, apesar de toda a visibilidade que tivemos na "Era da Arena do Jacaré", perdemos a oportunidade de fidelizar os turistas?

Só nos resta rezar...

Oração por uma Sete Lagoas verdadeiramente turística*

Senhor,
fazei com que nossos homens públicos
tenham mais cuidado com nossos pontos de atração turística;
cuidem melhor de nossos espaços públicos e praças, pensando sempre na manutenção
        dos mesmos e de todas as outras obras inauguradas futuramente;
façam projetos que serão concluídos, sem jogar fora nossos preciosos recursos**;
invistam na capina de todas as ruas e não caiam na tentação
       de limpar  e embelezar apenas o centro da cidade;  
cuidem melhor das nossas vias e procuram melhorá-las, quem sabe
       executando pavimentações que permitam uma melhor absorção de água;
combatam efetivamente as causas dos esgotos que correm a céu aberto;
solucionem o problema dos coliformes fecais que infestam nossas lagoas e
      que fizeram com que a pesca em algumas delas fosse proibida (?!);
verifiquem rigorosamente todas as causas das diversas formas de poluição que
      nos afligem;
tenham atenção com nossas matas, encostas e belezas naturais e
incentivem as atividades que tenham impacto positivo para a indústria
      do turismo, da qualidade de vida e do desenvolvimento sustentável.
                                                                                                      Amém


* Não basta colocar placa na BR-040 dizendo que Sete Lagoas é Cidade Turística. Principalmente enquanto o trevo de entrada da cidade está coberto de mato e não há placas indicando a entrada da cidade no sentido Brasília-Sete Lagoas (só há placas indicando... a Arena do Jacaré).
** Exemplos: primeiro projeto da nossa Estação de Tratamento de Esgotos, primeiro projeto do Hospital Regional, prédio da Câmara de Vereadores próximo à rodoviária, "mini-Ceasa" do bairro Jardim Europa...

3 comentários:

  1. Olá Ramon ,
    como sete lagoano apaixonado pela minha terra Natal , fico realmente sem entender a falta de vontade política em manter áreas nobres da nossa cidade . A falta de cuidado ( ou mesmo descaso total )como Parque Náutico e a Serra são os que mais me entristecem . Esperança e fé movem o homem , quem sabe uma guinada na próxima eleição . O povo não é tão "trouxa" como eles pensam .

    Alexandre Costa

    ResponderExcluir
  2. Ramon, favor divulgar aos seus contatos a palestra abaixo. Fonte: http://www.setelagoas.mg.gov.br/

    Palestra sobre Dia Internacional da
    Conscientização sobre o Ruído
    Secretaria Municipal de Meio Ambiente participa de campanha mundial

    Divulgação
    Palestra faz parte do programa "Sete Lagoas com Postura Ambiental"

    A Prefeitura de Sete Lagoas/Secretaria do Meio Ambiente, através do programa "Sete Lagoas com Postura Ambiental", em parceria com a Secretaria de Saúde, promove nesta quarta-feira, 18, palestra sobre o Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído (International Noise Awareness Day - Inad), celebrado no próximo dia 25 de abril. A palestra acontece na Escola do Legislativo, na Câmara Municipal de Sete Lagoas, das 14h às 15h30, e a participação é aberta à população.

    De acordo com a fonoaudióloga, coordenadora estadual do Inad e fiscal da Secretaria de Meio Ambiente, Luciana Thomsen, na palestra serão apresentadas as atividades a serem desenvolvidas em Sete Lagoas nos meses de abril e maio visando a conscientização sobre o ruído excessivo, o que pode levar a alterações na saúde e no meio ambiente. "Sete Lagoas tem sofrido muito com o ruído. Existem muitas reclamações de poluição sonora registradas na Secretaria de Meio Ambiente como, por exemplo, som automotivo, templos religiosos e bares. Além de uma perturbação do sossego, dependendo da situação, o ruído pode ocasionar problemas auditivos", alerta.

    Para o dia 25 de abril, haverá programação lembrando sobre a data no Centro de Apoio ao Turista - CAT, das 09h às 17h, e no Shopping Sete Lagoas, de 10h às 22h. Na ocasião, as fonoaudiólogas da Secretaria de Saúde Andrea Dutra (Saúde Auditiva) e Aline Martins (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador - Cerest) darão orientações aos interessados.

    Mais informações no site www.inadbrasil.org e na Secretaria de Meio Ambiente, pelo telefone 3771-9441.

    ResponderExcluir

Clique em "Participar deste site" e siga o blog para sempre receber informações sobre atualizações. O seu comentário será publicado após ser lido pelo administrador do blog.